Topo

Recife e Olinda


Primeiro Carnaval no Recife e Olinda? Veja dez lugares que são a cara de lá

06.fev.2016 - Galo gigante, símbolo do Galo da Madrugada, instalado na ponte Duarte Coelho, no centro do Recife - Carlos Ezequiel Vannoni/Elevn
06.fev.2016 - Galo gigante, símbolo do Galo da Madrugada, instalado na ponte Duarte Coelho, no centro do Recife
Imagem: Carlos Ezequiel Vannoni/Elevn

Mateus Araújo

Colaboração para o UOL

16/02/2017 15h56

Resolveu passar o Carnaval no Recife e em Olinda? Então além de aprender a dançar frevo e maracatu, você também precisa de um guia com lugares e polos que não pode deixar de ir.

É claro que não é fácil escolher. São muitas opções, muitos pontos turísticos, muitos shows e blocos. Mas o UOL selecionou dez dicas importantes que são a cara do Carnaval das duas cidades irmãs e vizinhas. Anota e aproveita a festa.

Olinda

  • Diego Herculano /Fotoarena/Folhapress

    Alto da Sé

    Na hora que bater aquela fome, dá para comer uma tapioca. Pode ser de queijo, de coco, de charque (como os pernambucanos chamam carne seca) ou cartola. E de bônus você ainda tem uma das melhores vistas da cidade. Do alto, é possível ver o encontro de Olinda com o Recife.

  • Ademar Filho/Futura Press/Folhap

    Bonsucesso

    É de lá que sai o desfile do Homem da Meia-Noite, maior símbolo do Carnaval de Olinda, no sentido figurado e no sentido real. O calunga (como é chamado o boneco gigante) tem quatro metros de altura, pesa 50 quilos e desfila sempre à meia-noite do sábado para o domingo.

  • Veetmano Prem

    Prefeitura

    A prefeitura é uma espécie de sede do Carnaval de Olinda. A maioria dos blocos tradicionais da cidade passa por lá. É também um cartão-postal da cidade. Na quinta-feira (23), à noite, Alceu Valença faz o show de abertura do Carnaval, em frente ao prédio.

  • Leo Caldas/Folhapress

    Quatro Cantos

    A encruzilhada mais famosa da cidade histórica, e onde fica um dos bares mais conhecidos dos olindenses: o Bar do Peneira, que é o apelido do dono (e não se espante de encontrar Peneira dormindo em uma das cadeiras do bar; é comum). Na porta dele, o bloco Pitombeira dos Quatro Cantos faz sua apoteose.

  • Reprodução/Google Maps

    Rua 13 de maio

    A famosa "Treze", como é carinhosamente conhecida pelos foliões, é a "rua gay" do Carnaval de Olinda. Nela, quando não estão dando pinta ou dançando, os foliões estão conversando nos degraus da escadaria que fica em frente ao Museu de Arte Contemporânea. E se prepare: quem entra nessa rua não sai sem glitter no corpo.

Recife

  • Roberta Guimarães/UOL

    Rec-Beat

    O palco alternativo da festa, o Rec-Beat surgiu junto com o auge do movimento mangue, na década de 1990. Nos primeiros anos, acontecia em Olinda, mas em 1999 se mudou para o Recife. Gaby Amarantos, Nação Zumbi, Cordel do Fogo Encantado, Johnny Hooker e Liniker já cantaram por lá.

  • Carlos Ezequiel Vannoni/Elevn

    Ponte do Galo

    Quem vai passar Carnaval no Recife precisa fazer um selfie ao lado do Galo Gigante. O bicho fica na Ponte Duarte Coelho, no Centro, e tem 27 metro de altura. Ele reina durante o sábado, no desfile do Galo da Madrugada, e fica ali até a quarta-feira de cinzas, quando é desmontado.

  • Igo Bione/JC Imagem

    Rua do Bom Jesus

    Rua histórica, onde está a primeira Sinagoga das Américas, e caminho para a Praça do Arsenal, é por onde passam as agremiações e os blocos líricos, que tocam um frevo poético, mais lento. Se decididir assistir aos desfiles, pode sentar nas mesas dos bares instalados no casario.

  • André Nery/JC Imagem

    Marco Zero

    O principal palco do Carnaval do Recife, recebe os mais variados estilos musicais e as maiores atrações. Na sexta-feira, vale a pena assistir à cerimônia de abertura, com 500 batuqueiros de maracatu; e na madrugada de terça para quarta, vai ver a apoteose do Carnaval.

  • Sérgio Bernardo/JC Imagem

    Pátio de São Pedro

    Como o nome já sugere, o pátio abriga a Catedral de São Pedro dos Clérigos, erguida no século 18. É um polo diversificado. No sábado, por exemplo, tem shows de drag queens. Mas também recebe apresentações de grupos de cultura popular e de artistas nacionais, como Otto, que fará show na segunda-feira (27).

  • Rodrigo Lobo/JC Imagem

    Praça do Arsenal

    Quer levar a criançada para se divertir na folia? A Praça do Arsenal é onde estão as melhores programações para os pequenos. À tarde, os pais costumam levar os filhos fantasiados para verem bloquinhos de frevo, caboclinho e maracatu. É uma festa só.