PUBLICIDADE

Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Testei balança que mede gordura; quais as vantagens de ter uma em casa?

Balança é boa opção para quem gosta de acompanhar a saúde de perto. É necessário ter um smartphone para conectar - Arquivo pessoal
Balança é boa opção para quem gosta de acompanhar a saúde de perto. É necessário ter um smartphone para conectar Imagem: Arquivo pessoal

Giulia Granchi

Do VivaBem, em São Paulo

17/03/2021 04h00

Há quem ache torturante acompanhar o peso na balança. Para esses, eu com certeza não recomendaria o uso da nova balança da Huawei.

Além da função convencional de peso, a HUAWEI BodyScale 3 mede outros indicadores corporais, como: IMC, percentual de gordura, massa muscular e água corporal, proteína, conteúdo mineral ósseo, nível de gordura visceral (que fica acomodada junto aos órgãos e oferece grande risco à saúde), batimentos cardíacos e taxa metabólica basal (quantas calorias você gasta por dia sem atividade física).

Para mim, que já adoro acompanhar medidas relacionadas à saúde e sou viciada em monitorar números como calorias queimadas e passos dados por dia em meu smartwatch, ter a oportunidade de saber meu percentual de gordura em casa, informação que geralmente só obteria indo na nutricionista, foi uma experiência legal.

Os resultados são precisos?

Para ter certeza de que não ficaria iludida —ou preocupada em baixar algum dos índices— à toa, fui à clínica Simone Neri buscar uma comparação.

Lá, a nutricionista Simone Aparecida Silva me avaliou com uma balança profissional.

O valor de percentual de gordura medido com o aparelho da Huwaei, no qual subi pouco tempo depois, foi apenas 0,3% menor do que o apresentado no equipamento profissional. Por adipômetro (equipamento que serve para medir a espessura do tecido adiposo), o valor também foi próximo — 0,4% a menos.

O peso total foi exatamente o mesmo em ambos os painéis e os outros medidores também foram bastante similares.

Vantagens de ter uma balança inteligente em casa

Na avaliação da nutricionista, a principal vantagem é se conhecer melhor fisicamente. "A balança 'convencional' mostra o peso total, mas a bioimpedância revela o que está por trás dos quilos apresentados no painel. Muita gente faz dieta e baixa o número na balança, mas não sabe se está perdendo gordura, músculos, água..."

Com os detalhes, Silva aponta que também é mais fácil traçar planos com objetivos específicos. "Os dados servem de base para a criação de dietas para quem precisa baixar gordura, por exemplo, e até para que os profissionais de educação física montem treinos de acordo com as necessidades de seus alunos", diz.

Em um momento como o que estamos vivendo, no qual a pandemia não permite tanta segurança ao sair de casa, o acessório também facilita o atendimento à distância.

Só não vale ficar "complexado" com os dados. Assim como acontece quando fazemos um acompanhamento com um profissional, o ideal é não se pesar todos os dias, mas acompanhar semanalmente ou até no fim de cada mês.

Por que saber o percentual de gordura é importante

Segundo a fisiologista do exercício pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) Paola Machado, colunista de VivaBem, geralmente as pessoas se baseiam apenas nos quilos mostrados na balança ou no IMC para saber se estão dentro do "peso saudável".

Mas pode acontecer, por exemplo, alguém com poucos músculos ficar dentro do IMC e do peso"normal", quando na verdade a pessoa tem um percentual de gordura elevado e, por conta disso, corre maior risco de problemas de saúde relacionados ao excesso de gordura corporal —como diabetes, pressão alta, infarto, AVC e até alguns tipos de câncer. Já com a bioimpedência sabemos exatamente quanta gordura temos e se estamos saudáveis.

Confira os percentuais indicados para cada sexo e faixa de idade:

MULHERES

De 20 a 29 anos

  • Atleta - menos de 16% de gordura corporal
  • Bom - de 16% a 19%
  • Normal - de 20% a 28%
  • Elevado - de 29% a 31%
  • Muito elevado - acima de 31%

De 30 a 39 anos

  • Atleta - menos de 17% de gordura corporal
  • Bom - de 17% a 20%
  • Normal - de 21% a 29%
  • Elevado - de 30% a 32%
  • Muito elevado - acima de 32%

De 40 a 49 anos

  • Atleta - menos de 18% de gordura corporal
  • Bom - de 18% a 21%
  • Normal - de 22% a 30%
  • Elevado - de 31% a 33%
  • Muito elevado - acima de 33%

De 50 a 59 anos

  • Atleta - menos de 19% de gordura corporal
  • Bom - de 19% a 22%
  • Normal - de 23% a 31%
  • Elevado - de 32% a 34%
  • Muito elevado - acima de 34%

HOMENS

De 20 a 29 anos

  • Atleta - menos de 11% de gordura corporal
  • Bom - de 11% a 13%
  • Normal - de 14% a 20%
  • Elevado - de 21% a 23%
  • Muito elevado - acima de 23%

De 30 a 39 anos

  • Atleta - menos de 12% de gordura corporal
  • Bom - de 12% a 14%
  • Normal - de 15% a 21%
  • Elevado - de 22% a 24%
  • Muito elevado - acima de 24%

De 40 a 49 anos

  • Atleta - menos de 14% de gordura corporal
  • Bom - de 14% a 16%
  • Normal - de 17% a 23%
  • Elevado - de 24% a 26%
  • Muito elevado - acima de 26%

De 50 a 59 anos

  • Atleta - menos de 15% de gordura corporal
  • Bom - de 15% a 17%
  • Normal - de 18% a 24%
  • Elevado - de 25% a 27%
  • Muito elevado - acima de 27%

:: Serviço Huawei BodyScale 3::

Os valores medidos pela balança são exibidos no aplicativo Huawei Health (disponível para iOS e Android). Para sincronizar a balança com o seu smartphone você precisa baixar o aplicativo e conectar por Bluetooth ou wi-fi.

O aparelho começa a ser vendido nesta quarta-feira (17) e o preço sugerido é R$ 279.

Movimento