PUBLICIDADE

Topo

Movimento

Inspiração pra fazer da atividade física um hábito


Movimento

Com moderação, cerveja não afeta desempenho e perda de peso com treino HIIT

O treino intervalado de alta intensidade (HIIT) é eficiente para promover o ganho de força, queima de gordura e benefícios à saúde - iStock
O treino intervalado de alta intensidade (HIIT) é eficiente para promover o ganho de força, queima de gordura e benefícios à saúde Imagem: iStock

Do VivaBem

02/08/2020 13h02

O consumo de bebidas alcoólicas é muito associado à redução da performance na atividade física e aumento da gordura corporal. No entanto, cientistas da Universidade Granada (Espanha) apontam que até duas doses de cerveja ao dia para homens ou uma dose para mulheres não afetam os ganhos de resistência física e força trazidos pelo HIIT (Treino Intervalado de Alta Intensidade).

Os pesquisadores chegaram a essa conclusão em um estudo publicado recentemente no Journal of the International Society of Sports Nutrition. No ano passado, os mesmos cientistas espanhóis já haviam demonstrado que o consumo de duas latas de cerveja por dia pelos homens ou de uma para as mulheres, cinco vezes por semana, não afeta a perda de gordura e o ganho de massa magra promovido pelo treino HIIT.

Apesar dos resultados, nunca é demais lembrar que nos dois estudos o consumo de álcool foi moderado e isso não dá carta-branca para virar o caneco. O excesso de bebida traz diversos problemas para a saúde física, mental e vida social e, segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), não existe quantidade segura de álcool para a saúde.

Como foi feito o estudo

  • O estudo publicado este ano avaliou 38 homens e 35 mulheres saudáveis, com idade média de 24 anos, durante 10 semanas.
  • Os participantes foram divididos em cinco grupos, sendo que um grupo não fez nada (controle) e quatro deles realizaram um HIIT duas vezes por semana --inicialmente os treinos tinham 20 minutos, depois aumentaram para 25 minutos e, no final do estudo, 32 minutos.
  • Entre os participantes que fizeram HIIT, um grupo foi orientado a beber de segunda a sexta cerveja; o outro cerveja sem álcool, o outro vodca com água com gás (para que a quantidade da bebida e o teor alcoólico fossem semelhantes ao da cerveja); e o outro somente água com gás.
  • Os homens deveriam tomar uma dose (330 ml, quase uma lata de cerveja) de bebida no almoço e uma no jantar. Já as mulheres somente uma dose no jantar.
  • No início do estudo, os participantes fizeram avaliações físicas para conhecer suas capacidades cardiorrespiratórias (resistência aeróbica) e força e potência muscular.
  • Após 10 semanas, os resultados mostraram que o consumo de álcool não impediu melhoras significativas no ganho de resistência aeróbica, força e potência muscular.

Movimento