PUBLICIDADE

Topo

Guia do suplemento


Guia do suplemento

Tribulus terrestris: substância ajuda a ganhar músculos e melhora a libido?

iStock
Imagem: iStock

Diana Cortez

Colaboração para VivaBem

05/11/2021 04h00

O Tribulus terrestris, também conhecido como Gokshura ou Gokharu, há muito tempo é usado nas medicinas indiana e chinesa.

Do extrato do fruto seco dessa planta é feito o pó para produzir cápsulas e tabletes que até 2020 eram comercializados como suplemento alimentar —ou seja, vendidos livremente, sem a necessidade de prescrição médica. Mas, em fevereiro deste ano, os produtos à base da planta passaram a ter sua venda restrita por conta de uma nova resolução da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que passou enquadrou o Tribulus terrestris como um medicamento fitoterápico.

Agora, apenas produtos registrados por indústrias farmacêuticas ou produzidos por farmácias de manipulação podem ser vendidos a pacientes que tenham prescrição médica ou de nutricionistas com especialização em fitoterapia.

A seguir, tiramos as principais dúvidas sobre a substância que é usada por muitas pessoas para turbinar os resultados do treino e até a libido.

Saiba tudo sobre Tribulus terrestris

Quais os benefícios já comprovados?

Existem muitos estudos envolvendo o Tribulus terrestris. Embora alguns deles apresentem resultados interessantes para diversas indicações, boa parte foi testada em ratos. Portanto, seriam necessárias pesquisas em humanos para confirmar seus benefícios, já que são organismos diferentes.

Outro ponto que prejudica a confiabilidade dos estudos mesmo em humanos e que os tornam inconclusivos em sua maioria é a ausência de informação sobre a concentração do extrato usado e a dose aplicada. "Ainda assim, é possível observar na prática clínica os resultados com o uso das cápsulas da planta, principalmente em relação ao aumento da libido e da massa muscular", afirma a nutricionista e fitoterapeuta Vanderli Marchiori, fundadora da APFIT (Associação Paulista de Fitoterapia).

De que maneira o Tribulus terrestris contribui para o ganho de massa magra?

Antes de tudo, é importante lembrar que não existe uma "cápsula mágica" que faz os músculos crescerem. Para isso acontecer, é preciso treinar regularmente e de maneira correta, além de manter uma boa alimentação, que forneça quantidade adequada de proteínas.

Sobre a contribuição do Tribulus terrestis para o ganho de massa, acontece que o extrato da planta é rico principalmente nas saponinas do tipo protodioscina, considerada um fito-hormônio devido à capacidade de fazer a modulação hormonal no organismo.

Na prática, a substância age simulando a enzima 5-a-redutase, responsável por converter a testosterona em dehidrotestosterona (DHT). Esse hormônio possui um importante papel na formação das células sanguíneas responsáveis pela oxigenação das células e no desenvolvimento de músculos.

A protodioscina também eleva os níveis do hormônio dehidroepiandrosterona (DHEA), envolvido no sistema imune e que oferece uma sensação de bem-estar geral.

"Portanto, o Tribulus terrrestris parece melhorar a performance no treino ao aumentar a disposição e a força, contribuindo para haver uma maior síntese muscular. Ainda ajuda a postergar a fadiga e otimizar a recuperação pós-exercício", coloca Cinthia Roman Monteiro, professora doutora do curso de Nutrição do Centro Universitário São Camilo.

Um estudo que indica essa ação foi publicado no International Journal of Physiology, Nutrition and Physical Education. A análise acompanhou 40 fisiculturistas por 12 semanas de treino e sugere que o grupo que consumiu as cápsulas da planta teve uma melhora moderada em sua massa muscular, enquanto o grupo placebo demonstrou menos alterações. No entanto, não foi revelada se a diferença entre os dois grupos foi realmente significativa.

Outra pesquisa publicada no Journal of Sport and Health Science coloca que tomar as cápsulas de Tribulus terrestris duas semanas antes de fazer atividades físicas intensas pode reduzir os danos musculares causados pelos exercícios.

Para quem ele é indicado?

Tribulus terrestris pode ser indicado aos pacientes que buscam melhores disposição e resultados com os exercícios, às mulheres que querem melhorar a libido na perimenopausa e aos homens com baixos níveis de testosterona.

Tribulus terrestris ajuda a combater a impotência sexual nos homens?

Se a causa do problema for a baixa no nível de testosterona, o consumo de Tribulus terrestris parece ajudar. No entanto, vários outros motivos podem levar ao problema, como a ansiedade ou problemas na circulação periférica ou mesmo o diabetes. "Nesses casos, a planta não vai contribuir", coloca Marchiori. Daí a importância de um médico avaliar o quadro para orientar o paciente.

Tribulus terrestris ajuda na fertilidade?

Segundo Monteiro, há trabalhos que indicam que o Tribulus terrestris também pode a melhorar a qualidade e a quantidade de espermatozoides produzida, uma vez que a protodioscina estimularia as células germinativas que os originam. Um estudo publicado na revista Complementary Therapies in Medicine afirma que a planta teria a capacidade de melhorar os parâmetros espermáticos.

No entanto, Marchiori comenta que existem outras plantas bem mais estudadas para essa indicação, como a Mucuna pruriens.

É indicado para pessoas com diabetes?

Não há comprovação de que a planta seja capaz de agir nos níveis de insulina, nem mesmo melhorar a ação dela no organismo. Também é importante que esse medicamento fitoterápico seja consumido por esses pacientes somente com a orientação de um médico, uma vez que pode interagir com medicamentos.

Pode ser consumido por pacientes hipertensos e cardiopatas?

Não. O Tribulus terrestris é uma planta rica em alcaloides, substâncias responsáveis pelo aumento de pressão ao agirem no sistema nervoso central. Por esse motivo, pacientes hipertensos e cardiopatas não devem fazer uso desse fitoterápico segundo Marchiori.

Antes de consumir qualquer medicamento, busque orientação de seu médico.

Grávidas e mulheres que amamentam podem consumir o Tribulus terrestris?

Esse medicamento fitoterápico não é indicado para gestantes nem mesmo para as mulheres que amamentam justamente por interferir nos níveis hormonais, algo que poderia prejudicar tanto a gravidez quanto a produção do leite da mulher.

Nessas fases, não se deve consumir nada sem orientação médica.

Tribulus terrestris tem efeitos colaterais? Quais?

Em doses excessivas, o Tribulus terrestris pode causar dores de cabeça, aumento de pressão transitório, acne, queda de cabelo em mulheres e inchaço devido às alterações hormonais.

Homens que consumirem esse medicamento fitoterápico em altas doses ainda podem desenvolver quadros de ginecomastia —inchaço do tecido mamário causado por um desequilíbrio hormonal por elevar os níveis de estradiol no organismo— e terem um aumento do volume da próstata. Por esse motivo, os pacientes portadores de hiperplasia benigna de próstata somente devem utilizar este produto após avaliação médica.

As mulheres ainda podem apresentar alteração no período de seu ciclo menstrual.

Como consumir o Tribulus terrestris?

Em geral, o produto é vendido em uma padronização do extrato seco a 40% de saponinas, em cápsulas ou tabletes, podendo ser indicado pelo médico ou nutricionista fitoterápico entre 500 mg e 1 g por dia, durante três meses. "Também é importante associar o consumo do Tribulus terrestris ao zinco, pois o mineral garante que as propriedades da planta sejam melhor aproveitadas pelo organismo", orienta Marchiori

Tribulus terrestris pode afetar o fígado?

Como as saponinas são excretadas pela via hepática (fígado), o Tribulus terrestris pode causar sobrecarga no fígado se consumido em grandes dosagens (acima de 2 g por dia) e por um período longo. Por esse mesmo motivo, ele não é recomendado para pacientes com hepatopatias.

Guia do suplemento

Guia do suplemento