PUBLICIDADE

Topo

Nuno Cobra Jr

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Para ter resultados duradouros, esqueça o gasto calórico do treino

iStock
Imagem: iStock
Conteúdo exclusivo para assinantes
Nuno Cobra Jr

Nuno Cobra Júnior é um generalista do conhecimento corporal e acompanhou o treinamento físico e mental de alguns dos maiores esportistas brasileiros nos últimos 35 anos, entre medalhistas olímpicos e diversos campeões mundiais, como Ayrton Senna e o surfista Ítalo Ferreira. Preparador físico e mental, palestrante, consultor em qualidade de vida e treinamento integral, tem ajudado a conceitualizar e fomentar uma nova visão do treinamento físico, longe dos modismos e dos modelos hegemônicos de treinamento. O autor do livro O Músculo da Alma ? a Chave para a Sabedoria Corporal, Nuno defende a inovação e a renovação do treinamento físico. É fundador de uma nova abordagem metodológica que une a filosofia, a psicologia e diversas áreas do conhecimento corporal, aplicados ao treinamento físico. Veja mais em www.treinamentoconsciente.com.br

Colunista do VivaBem

29/07/2021 04h00

O foco no gasto calórico é o parâmetro mais improdutivo do treinamento físico.

Seguindo um pedido do aluno, isto é, acelerar os resultados, o mercado pode induzir você a um erro.

Ele se estruturou a partir de dois parâmetros: o foco no resultado e o foco no gasto calórico, a dupla dinâmica da desistência, levando o aluno a desenvolver uma relação utilitarista com o treinamento físico, uma relação frágil e improdutiva para a imensa maioria das pessoas.

Veja bem, esses parâmetros podem ser positivos para alguns alunos. Nenhum princípio é apenas bom ou ruim, mas os dois ao mesmo tempo, dependendo da situação e do aluno.

É curioso, o gasto calórico é um parâmetro que não tem relevância em nosso método, já que as nossas prioridades são outras: conduzir o aluno, de forma segura, consciente e orgânica, a percorrer um processo equilibrado, prazeroso e sustentável de treinamento, desenvolvendo uma relação positiva e duradoura com a atividade corporal.

A primeira coisa que falamos a um aluno que se mostra preocupado em perder peso é: tire o foco dessa questão, coloque o foco na saúde e o seu corpo retornará ao seu equilíbrio, sem pressa, naturalmente. O melhor conselho a quem está paralisado por essa obsessão.

Se você quer ajudar o seu aluno, ensine-o a priorizar a saúde corporal, invertendo os parâmetros do treinamento físico. O salto mais essencial da nova educação física é propor ao aluno uma reeducação física, desconstruindo os principais conceitos propagados pelo fitness nas últimas quatro décadas.

Um treinamento consciente, ou seja, um modelo de treinamento realmente comprometido com a saúde do aluno, inverte a forma como o professor se relaciona com o cliente.

No modelo hegemônico, o treinamento estético, o professor está comprometido com a pressa de resultados, dando pouca importância às consequências futuras de acelerar o processo natural de treinamento.

Um professor consciente não deveria assinar embaixo de pedidos que coloquem em risco a saúde do aluno, no médio e longo prazo

Ao compactuar com expectativas irreais e fantasiosas de seu aluno, como começar a correr e fazer uma maratona (prova com 42,195 km) no prazo de um ano, o professor, sem perceber, com o medo de perder o seu cliente, deixa de cumprir a função mais primordial em nossa profissão: educar, transformar paradigmas e mitos, iluminar o caminho e trazer consciência ao aluno, priorizando sempre a sua saúde corporal.

Para resumir um conceito caro ao treinamento consciente, um professor que segue os comandos do aluno, compactuando com a pressa de resultados, abdicou do seu papel como educador e se assumiu como um executor de projeto, uma espécie de "esteticista corporal", alguém que irá pensar o treinamento apenas em termos de resultados estéticos, focados na beleza da fachada dessa casa que é o nosso corpo, algo muito mais profundo e abrangente.

Como costumo dizer: saúde é tudo aquilo que você não vê, ou seja, processos celulares complexos que se encontram escondidos dentro do seu organismo.

Magreza extrema e músculos hiperdesenvolvidos não são sinônimos de saúde, ao contrário, denunciam um corpo que está submetido a regras radicais de dieta ou treinamento físico

De qualquer forma, não devemos discriminar os alunos e professores que são apaixonados pela estética corporal. Tem gosto para tudo!

A intenção do Movimento Treinamento Consciente é resgatar o equilíbrio da balança, uma vez que quase todo o mercado de treinamento está voltado para a estética, sobrando pouco espaço para o treinamento com o foco na saúde e longevidade.

Aqui fica o conselho: tirar o foco do gasto calórico funciona como uma estratégia eficiente de perda de peso. Nessa proposta, o mais importante é graduar a sua evolução, adotar processos prazerosos, sustentáveis e moderados, pensando no médio e longo prazo.

Quando uma empresa se inicia no mercado, ela sabe que terá que investir durante certo tempo caso queira colher os frutos desse investimento. O seu corpo também funciona assim, inverter o círculo vicioso do ganho de peso demanda tempo, paciência, mudanças de hábito gradativas, mudança de mentalidade e investimento no longo prazo. De outra forma, essa perda de peso dificilmente será saudável e sustentável.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL