Topo

Viagem

Roteiros de praia


Neste lago da Oceania, turistas nadam no meio de milhares de águas-vivas

Turistas podem viver esta experiência no paradisíaco arquipélago de Palau - Global_Pics/Getty Images
Turistas podem viver esta experiência no paradisíaco arquipélago de Palau Imagem: Global_Pics/Getty Images

Marcel Vincenti

Colaboração para o UOL

23/08/2019 04h00

Localizado no oceano Pacífico, Palau é um arquipélago tão bonito quanto desconhecido.

Além de abrigar praias paradisíacas banhadas por um cristalino mar azul-turquesa, este remoto destino oferece um atrativo turístico capaz de causar calafrios em muita gente.

Visão aérea do lago do arquipélago de Palau onde é possível nadar com águas-vivas - Norimoto/Getty Images/iStockphoto
Visão aérea do lago do arquipélago de Palau onde é possível nadar com águas-vivas
Imagem: Norimoto/Getty Images/iStockphoto

Trata-se do lago marinho Ongeim'l Tketau, no qual turistas mergulham para praticar uma atividade que, à primeira vista, não parece muito convidativa: nadar no meio de milhares de águas-vivas.

Equipados com máscaras de snorkel, os viajantes entram na água límpida (que apresenta uma ótima visibilidade) e se veem cercados por uma legião destes bichos, que se movem pra lá e pra cá com seu corpo gelatinoso e transparente.

As águas-vivas do lago Ongeim'l Tketau não causam danos ao ser humano - atese/Getty Images/iStockphoto
As águas-vivas do lago Ongeim'l Tketau não causam danos ao ser humano
Imagem: atese/Getty Images/iStockphoto

Quem vê as fotos desta cena tem tudo para pensar que, a qualquer momento, os nadadores irão tocar nas criaturas e se queimar.

Mas não é o caso: as águas-vivas presentes no lago Ongeim'l Tketau, chamadas Mastigias papua etpisoni, não causa danos ao ser humano. E, com uma tonalidade dourada, chegam até a parecer bonitas para os turistas.

Pode ser uma atividade lisérgica flutuar entre elas.

Você teria coragem de mergulhar aqui? - atese/Getty Images/iStockphoto
Você teria coragem de mergulhar aqui?
Imagem: atese/Getty Images/iStockphoto

E a beleza do lago contribui para a qualidade da experiência: com aproximadamente 400 metros de comprimento e 30 metros de profundidade, o Ongeim'l Tketau faz parte de uma área chamada Rock Islands Southern Lagoon, considerada Patrimônio Mundial pela Unesco e que reúne ilhas verdejantes e uma fauna riquíssima, com 13 espécies de tubarões, pássaros coloridos e animais como o mamífero marinho dugongo.

Reaberto após dois anos
O lago Ongeim'l Tketau foi reaberto para os turistas em 2018, após se encontrar dois anos fechado para visitas.

O local ficou interditado após a ocorrência de uma drástica queda da sua população de águas-vivas, causada por mudanças climáticas.

O arquipélago de Palau é um destino paradisíaco do oceano Pacífico - Getty Images
O arquipélago de Palau é um destino paradisíaco do oceano Pacífico
Imagem: Getty Images

Responsável por monitorar as condições do ecossistema do lago, a instituição Coral Reef Research Foundation constatou que o número das águas-vivas voltou recentemente a níveis considerados normais e, por isso, o lugar pode novamente receber visitantes.

É possível ir a Palau com voos diretos desde o aeroporto de Incheon, que serve a cidade de Seul, na Coreia do Sul.

A Palau Dive Adventures é uma das mais conhecidas agências que realizam tours para o lago das água-vivas.

Mergulho com tubarões

Divulgação/South African Tourism
Imagem: Divulgação/South African Tourism

Na África do Sul é também possível ingressar na água ao lado de criaturas que costumam causar medo nos seres humanos.

Lá, na região de Gansbaai, a cerca 160 quilômetros da Cidade do Cabo, turistas têm a chance de entrar em gaiolas para submergir no oceano e ficar cara a cara com o Carcharodon carcharias (também conhecido como grande tubarão-branco).

O animal chega a ter seis metros de comprimento e seus dentes afiadíssimos podem ser vistos com nitidez pelos viajantes.

Roteiros de praia