Topo

Viagem

Roteiros de praia


Bora Bora, o paraíso de revista localizado na Polinésia Francesa

Bora Bora, ilha na Polinésia Francesa, no Oceano Pacífico - Getty Images
Bora Bora, ilha na Polinésia Francesa, no Oceano Pacífico Imagem: Getty Images

Mari Campos

Colarboração para o UOL

20/08/2019 04h00

A mais famosa ilha da Polinésia Francesa cumpre o que suas fotos prometem: sinuosas passarelas de bangalôs sobre a água, paisagens idílicas para onde quer que a gente olhe e um dos mares mais perfeitos do planeta.

A água turquesa, absolutamente transparente e quentinha. Areia branquinha por toda parte. Corais multicoloridos, peixes de todas as formas e tamanhos, golfinhos, pequenos tubarões e arraias que nadam constantemente à beira-mar. Passarelas sinuosas de idílicos bangalôs se estendem sobre as águas. Palmeiras, coqueiros, montanhas cobertas de vegetação exuberante, ilhotas a perder de vista. Bora Bora é mesmo o "Taiti de revista": tudo aquilo que a gente vê nas fotos é igualzinho, sem filtro, ao vivo.

Bora Bora, na Polinésia Francesa - iStock
Bora Bora, na Polinésia Francesa
Imagem: iStock

Os nossos olhos até demoram a se acostumar com as cores tão vívidas e tão intensas da mais famosa ilha da Polinésia Francesa. Também chamada de Pérola do Pacífico, Bora Bora fica distante 50 minutos de voo de Papeete, o grande portão de entrada de turistas internacionais ao Taiti - e é, para onde quer que olhemos, o cenário tropical perfeito. A mais celebrada ilha do Pacífico Sul realmente justifica a fama internacional que tem.

Com uma mistura adorável da herança polinésia com o sotaque francês, diz a lenda local que Bora Bora teria sido a primeira porção de terra a emergir do mar após a criação da ilha sagrada de Raiatea (o próprio termo bora bora, em polinésio, significa "nascido primeiro").

Cenário paradisíaco de Bora Bora, na Polinésia Francesa - iStock
Cenário paradisíaco de Bora Bora, na Polinésia Francesa
Imagem: iStock

A lagoa de Bora Bora com seu azul turquesa inconfundível, é um caso de amor à primeira vista, geralmente já da própria janelinha do avião. O diminuto aeroporto é provavelmente um dos mais bonitos do mundo: cercado pela lagoa de Bora Bora, fica localizado sobre sua própria ilhota, o Motu Mete, e ali os turistas desembarcam literalmente de frente para o mar, já sendo recepcionados por colares de flores típicas. Os transfers para os respectivos hotéis e resorts são sempre feitos com os barcos que estão charmosamente ancorados ao lado da esteira de bagagens.

Muitos resorts de Bora Bora foram construídos sobre suas próprias ilhotas (ou motus, como são chamados localmente) e, por isso mesmo, trazem aquela sensação de paraíso semi-deserto que fez a ilha tão famosa internacionalmente. Vaitape é o vilarejo principal, com direito a muitas agências de viagens vendendo passeios locais, lojas e opções de restaurantes e bares.

Os tours pelo atol incluem passeios em jipes 4x4 aos montes Pahia e Otemanu, com direito a vistas deslumbrantes do alto, e, é claro, muito snorkeling, mergulho, pesca, caiaque e passeios de barco em geral para ver de pertinho arraias e tubarões. A ilha tem também ruínas de antigos fortes da época em que chegou a ser base militar durante a Segunda Guerra e passeios de helicóptero também são possíveis por ali - e altamente recomendáveis para entender a beleza da formação natural de Bora Bora com seus incontáveis bangalôs sobre a água.

Uma ilha democrática

É inegável que Bora Bora seja definitivamente romântica. Os bangalôs, motus, o pôr do sol sem igual. Cerimônias de casamento e renovação de votos são frequentes em seus hotéis. Mas não deixa de ser um tremendo destino também para grupos de amigos e famílias inteiras, inclusive com crianças pequenas.

Vista do Hotel Interncontinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa  - Divulgação
Vista do Hotel Interncontinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa
Imagem: Divulgação

O Hotel Interncontinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa, premiado por diversas publicações internacionais como o melhor hotel da ilha nos últimos anos, é um dos hotéis que sabe ser extremamente democrático. É repleto de romantismo para os casais em lua de mel (de piqueniques e jantares privativos com pé na areia ao room service que chega em charmosas canoas) e também cheio de espaços e atividades perfeitas para crianças.

Salas de massagem do Hotel Interncontinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa  - Divulgação
Salas de massagem do Hotel Interncontinental Bora Bora Resort & Thalasso Spa
Imagem: Divulgação

O luxuoso resort (diárias desde US$ 713) fica no Motu Piti Aau e é acessível exclusivamente por barco. Inteiramente composto de bangalôs sobre a água, tem duas prainhas privativas deliciosas e vista para o ilha principal logo em frente, com o Monte Otemanu e seus 727 metros de altura, de qualquer local do resort. Os enormes bangalôs contam com chão de vidro, janelas do chão ao teto e plataformas perfeitas para a gente já pular da cama direto para o mar ao acordar. Ali até as banheiras têm vista para o mar!

Com serviço impecável, tem quatro restaurantes diferentes, de ambiente casual ao refinado, da cozinha local à internacional, e bares na piscina e à beira-mar, com direito a música ao vivo todo dia ao pôr do sol e luau. Seu premiado Thalasso spa, é claro, é um atrativo à parte; afinal, quem não quer provar os benefícios do famoso óleo monoi na própria pele?

Por ali, o tempo é quente o ano inteiro e bastante ensolarado, à exceção da temporada de chuvas, que pode ir de dezembro a fevereiro. Os preços em Bora Bora são sempre inflacionados, dos souvenires às refeições, e bebidas alcoólicas são frequentemente bastante taxadas.

Mas, no final, quando você está relaxando naquelas águas quentinhas, nadando entre arraias do lado de fora do seu bangalô ou acompanhando um pôr do sol espetacular degustando um refrescante drink e um delicioso ceviche polinésio (com direito a muito leite de coco), você tem certeza que o investimento definitivamente compensa. E muito.

Roteiros de praia