PUBLICIDADE

Topo

Diversidade

Após beijo em Kerline, lembre falas potentes de Kéfera sobre bissexualidade

Kéfera tem 28 anos - Reprodução/Instagram
Kéfera tem 28 anos Imagem: Reprodução/Instagram

De Universa

22/12/2021 11h52

Desde que falou pela primeira vez que é bissexual, em julho, Kéfera tem usado seu perfil nas redes sociais para reafirmar a sexualidade e rebater críticas sobre o assunto: há alguns meses, quando foi chamada de sapatão, reafirmou que é bi, e durante a Farofa da Gkay, cobrada por não ter beijado mulheres, respondeu de forma assertiva.

Ontem, durante a festa de aniversário de Virgínia Fonseca, ela e a ex-BBB Kerline trocaram selinhos e a química entre as duas foi muito comentada nas redes sociais — com muita gente shippando as duas!

Relembre falas importantes da atriz e influenciadora sobre o assunto:

"B não é de Beyoncé"

Quando revelou ser bissexual, pouco depois de cortar os fios bem curtinhos, Kéfera escreveu que recebeu muitas mensagens dizendo que ela estaria "se assumindo sapatão", mas falou, em vídeo, que na sigla LGBTQIA+, "o B não é de Beyoncé", lembrando a existência das pessoas bissexuais.

Pouco depois, escreveu: "Obrigada por todas as mensagens, estou meio com frio na barriga mas também aliviada [por falar sobre o assunto]"

"Foi um processo difícil"

"Devemos dar voz e credibilidade a todas as orientações e gêneros. Digo isso porque foi um processo difícil pra mim. Ser bissexual é muitas vezes ser invisibilizado e descredibilizado. Existe muito julgamento como se ser bissexual é ser confuso ou então querer viver na bagunça", disse, à Vam Magazine.

"As pessoas nos fazem duvidar de nós mesmos quando falam que não é possível nos atrairmos por mais de um gênero. Na rua, se estou com uma mulher, sou automaticamente julgada como uma mulher lésbica e, se estou com homem, sou lida como uma mulher heterossexual. Por isso, acho importante as pessoas bissexuais assumidas não deixarem de corrigir as pessoas que nos relacionam com qualquer outra orientação que não seja a nossa".

"Sou obrigada a beijar mulheres?"

No início de dezembro, quando participou da Farofa da Gkay, Kéfera recebeu críticas por não ter beijado nenhuma mulher na festa. A atriz chegou a ser chamada de "bissexual de Taubaté" nas redes. Em resposta, ela escreveu:

"Uai, gente, mas agora eu tenho que confirmar a minha orientação numa festa, publicamente? Eu sou obrigada a beijar mulheres? E postar ainda? Para com isso. Pelo amor de Deus, não vem a fiscalização da bissexualidade aqui".

"Xinguem à vontade, porque eu não me importo. O grande passo para minha vida foi ter me assumido publicamente, para ter paz de espírito e me sentir livre de uma vez por todas. E se eu, de fato, quiser pegar alguém publicamente, eu pego", completou.

Diversidade