PUBLICIDADE

Topo

Universa

Regina King é primeira mulher negra a exibir filme no Festival de Veneza

Regina King já ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por "Se a Rua Beale Falasse"; filme em Veneza é estreia na direção - Kevin Winter/Getty Images
Regina King já ganhou o Oscar de melhor atriz coadjuvante por "Se a Rua Beale Falasse"; filme em Veneza é estreia na direção Imagem: Kevin Winter/Getty Images

De Universa, em São Paulo

17/09/2020 14h34Atualizada em 17/09/2020 14h37

A atriz Regina King se tornou a primeira mulher negra que dirigiu um filme selecionado e exibido no Festival de Veneza, com a obra "One Night in Miami".

O festival também marcou a sua estreia no mundo dos bastidores do cinema — ela já dirigiu episódios para séries, como em "This Is Us".

A estreia foi na semana passada, com o filme exibido fora das categorias de competição.

O seu filme é baseado na peça com mesmo nome do jornalista Kemp Powers. A história mostra um encontro fictício entre o lutador Muhammad Ali, o ativista Malcom X, o cantor Sam Cooke e o atleta Jim Brown.

Eles se reúnem em um quarto de hotel para comemorar a vitória do boxeador e conversam sobre a luta antirracista, os direitos aos negros, suas respectivas carreiras e religiosidade.

Regina afirmou que o lançamento abrirá portas para mais diretoras negras produzindo obras. Mas também chamou a atenção para as recusas sobre elas.

"É interessante porque o desempenho desse filme abrirá ou talvez fechará as portas para mais diretoras negras. É assim que as coisas parecem funcionar. Uma mulher recebe uma chance e se as coisas não vão bem, demoram anos para outra receber uma nova oportunidade", disse em uma entrevista coletiva pela internet, segundo o The Guardian.

O Festival de Veneza contou com oito filmes dirigidos por mulheres na sua edição de 2020 para a disputa do "Leão de Ouro". Contudo, o número representou 44% das produções, menos que a porcentagem feita por homens.

Vem mais por aí

Além da estreia na Itália, o filme foi selecionado para o Festival de Cinema de Londres, segundo o site 'The Hollywood Reporter", com exibição prevista para o dia 11 de outubro.

Kingsley Ben-Adir, que vive Malcom X, disse que estava emocionado com a exibição na Inglaterra.

"É muito especial estar em casa, em Londres, celebrando a estreia de Regina King na direção e ainda mais comovente que estreiamos este filme durante o Mês da História Negra", contou, segundo o The Hollywood Reporter.

Universa