PUBLICIDADE

Topo

Supermercado da Nova Zelândia muda descritivo de itens para ciclo menstrual

Rede de supermercado altera classificação de produtos para o ciclo menstrual - iStock
Rede de supermercado altera classificação de produtos para o ciclo menstrual Imagem: iStock

De Universa, em São Paulo

29/06/2020 17h21

Uma rede de supermercados da Nova Zelândia decidiu quebrar um tabu e alterar a linguagem usada para descrever produtos relacionados ao ciclo menstrual.

Eles deixaram de categorizar absorventes ou coletores menstruais como "sanitários" ou "higiene feminina" para classificá-los como "período".

"Palavras como 'higiene pessoal' e 'produtos sanitários' dão a impressão de que períodos menstruais, que são uma parte totalmente natural da vida, são algo para se esconder ou que não são higiênicos", disse Kiri Hannifin, porta-voz da rede Countdown, de acordo com o jornal The Guardian.

A mudança, que tem sido elogiada em redes sociais, veio logo após o governo do país anunciar que irá entregar absorventes para todas as alunas de escolas públicas do país.

No início de junho, a primeira-ministra da Nova Zelandia, Jacinda Ardern, disse que quase 95 mil meninas faltam às aulas durante o período menstrual por não terem condições de comprar itens esses itens.

Papo de vagina