Topo

"Aceitava mais meu corpo quando namorava mulheres", diz astro de Queer Eye

Antoni Porowski, de "Queer Eye" - Getty Images
Antoni Porowski, de "Queer Eye" Imagem: Getty Images

De Universa, em São Paulo

15/10/2019 12h32

Antoni Porowski, um dos "Cinco Fabulosos" da série norte-americana "Queer Eye", da Netflix, revelou que aceitava mais o próprio corpo quando se relacionava com mulheres. Em entrevista, o chef afirmou que se comparava aos homens com quem saía, e isso prejudicou a forma como se via.

"Eu estava mais confortável com meu corpo quando estava em relacionamentos com mulheres", disse Porowski à revista "Glamour". "Não havia um senso de comparação porque éramos diferentes", completou.

O chef relembrou seu primeiro romance com um homem: "Foi o meu primeiro relacionamento com um cara em que me olhei e fiquei assim: 'Meus bíceps não são tão grandes quanto os dele, eu gostaria que minhas pernas fossem maiores, que meu tronco fosse mais longo'. Fiquei realmente constrangido".

Estrelar uma série de TV também influenciou a maneira como Porowski se vê: "Desde que o programa foi lançado, reduzi drasticamente os laticínios. Isso mudou muito meu corpo. Eu sou uma pessoa que adora queijo, mas quando você está na câmera o tempo todo se vê em um ângulo e às vezes enlouquece".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Diversidade