Topo

Universa

Regina Duarte defende beijo gay de livro que Crivella tentou recolher

Regina Duarte saiu em defesa de HQ - Reprodução/TV Globo
Regina Duarte saiu em defesa de HQ Imagem: Reprodução/TV Globo

Do UOL, em São Paulo

07/09/2019 14h40

Regina Duarte saiu em defesa do beijo entre dois homens exibido pela HQ Vingadores: A Cruzada das Crianças, que sofreu com uma ação do prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), que pediu para que exemplares dos quadrinhos fossem recolhidos e demandou uma fiscalização da Bienal do Livro no Rio. Ontem, a Justiça concedeu uma liminar barrando que livros fossem recolhidos do evento.

"Amor... né , Prefeito. Agora, e os exemplos de violência, as vinganças, os derramamentos de sangue , assassinatos ... isso continua podendo mostrar?", escreveu a atriz, que compartilhou a foto do beijo em questão.

Nos comentários, seguidores de Regina ficaram surpresos com o posicionamento da atriz, que tem um histórico de posições conservadoras. Apoiadora ferrenha de Jair Bolsonaro (PSL), Regina já comprou até briga com colegas da Globo por conta de suas posições políticas.

Em recente entrevista ao Conversa com Bial, Regina disse que sempre foi conservadora. "Eu nunca me declarei uma feminista, mesmo fazendo a Malu [da série 'Malu Mulher']. Eu não acho que as coisas são por aí, acredito que há caminhos intermediários. (...) Embora tenha tido atitudes de vanguarda, eu fui e continuo conservadora. Eu só tenho medo de ficar velhinha e dizer: 'Ah, esse mundo está perdido'. Não, que horror! Que horror!", declarou.

Cada vez mais ativa nas redes sociais, a global já defendeu a extinção do STF (Supremo Tribunal Federal), aderiu à campanha pelo voto aberto em eleição para presidente do Senado e garantiu que a homofobia de Bolsonaro é "da boca para fora".

Mais Universa