PUBLICIDADE

Topo

Débora Miranda

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Gabi Garcia e Craig Jones não lutam, e fãs ficam enfurecidos

Anúncio da luta entre Gabi Garcia e Craig Jones - Reprodução
Anúncio da luta entre Gabi Garcia e Craig Jones Imagem: Reprodução
Débora Miranda

Débora Miranda é jornalista e editora do UOL. Neste blog, conta histórias de mulheres no esporte, mostrando como a atividade física pode transformar vidas e o mundo.

Colunista do UOL

28/03/2021 17h05

Há três dias não se fala em outra coisa no mundo das artes marciais a não ser a improvável luta entre a brasileira Gabi Garcia, nove vezes campeã mundial e um dos maiores fenômenos do jiu-jitsu, e o australiano Craig Jones. Agendado para as 15h de hoje, no entanto, o confronto não aconteceu.

Os dois promoveram uma live para explicar os motivos, diante de fãs raivosos que os acusavam de mentir e usar a luta como marketing. Gabi reafirmou que está falando sério e que o encontro dos dois no tatame vai acontecer. Mas disse que receberam mais de 30 mil mensagens e que não teriam plataforma apropriada para transmitir a luta para um público tão grande.

Sites especializados divulgaram que eles haviam tentando comercializar a transmissão antes, sem sucesso. E que por isso a exibição ocorreria pelo Facebook. Agora, segundo Gabi, teriam recebido duas propostas de plataformas de streaming e por isso decidiram adiar a luta até fecharem a nova transmissão.

A nova data não foi definida, mas há, segundo eles, duas propostas: uma para daqui a dois meses e outra para o fim do ano.

A brasileira explicou que foi desafiada por Craig e que aceitou, pois sempre treinou com os homens. "Craig me desafiou na internet, e eu falei tudo bem. Em toda a minha carreira, eu sempre treinei com homens, não tem porque eu não lutar contra ele. É mais um dia. Para mim é normal."

Craig se mostrou bastante irônico durante toda a live. Apareceu com uma garrafa de cerveja e disse que não conseguia abrir, passou para a brasileira e pediu se ela poderia ajudá-lo. Além disso, ele brincou com a diferença de tamanho entre os dois —Gabi é bem maior e mais pesada do que o australiano. Os dois ficaram em pé lado a lado e todos os presentes riram. "A discrepância é grande", assumiu o australiano.

"Ele faz muita piada, mas eu não. É meu trabalho, não estou para brincadeira", definiu Gabi, reafirmando que está 100% comprometida e que a luta vai acontecer. Lendo os comentários de brasileiros durante a coletiva, ela ainda completou: "As pessoas não gostam de você no Brasil, Craig".

Os lutadores se enfrentarão no que é conhecido no mundo do jiu-jitsu como um combate "sem pano", ou seja, sem quimono. Isso significa que a luta não é promovida por nenhuma federação de jiu-jitsu e que as regras são um pouco diferentes. Há golpes que não são permitidos pelas federações, mas nesses campeonatos —como o ADCC, que é um dos mais importantes— são. Entre eles está a chave de tornozelo, especialidade de Jones, que costuma ser vetada porque pode quebrar o joelho do adversário.

As regras da luta entre Gabi e o australiano são que não haverá tempo nem contagem de pontos. Vence quem finalizar o coleguinha. E Craig já afirmou que, se perder, vai se aposentar.