PUBLICIDADE
Topo

Seu notebook esquenta demais? Veja 3 conselhos de quem manja para resolver

Dicas práticas vão proteger o seu notebook - Arte UOL
Dicas práticas vão proteger o seu notebook Imagem: Arte UOL

Adriano Ferreira

Colaboração para Tilt, em Florianópolis

15/12/2021 04h00

O seu notebook está esquentando muito? É preciso ficar de olho, pois o superaquecimento, dependendo do caso, pode diminuir a durabilidade do equipamento. O desempenho do processador pode ser afetado, inclusive.

Os motivos para um notebook ficar quente com frequência podem ser vários. Uma simples obstrução nas saídas da ventilação do laptop e o aparelho já pode dar sinais de que algo está fora do normal.

"[O aquecimento] faz com que o notebook fique mais lento e, no limite, trave totalmente", diz Duda Salvato, consultor em informática da empresa Personal Tech.

Confira abaixo três práticas simples para evitar o calor excessivo do seu aparelho e, consequentemente, melhorar o uso dele.

1 - Evite superfícies quentes

É muito comum as pessoas apoiarem o notebook no colo, sofá, cama, travesseiros ou almofadas. Mas especialistas recomendam evitar essa prática. Em relação ao calor gerado, isso é o mesmo que jogar álcool para apagar o fogo, diz Salvato.

Os coolers, componentes internos que ajudam a combater o aquecimento excessivo na máquina, precisarão executar um esforço ainda maior para estabilizar a temperatura, o que acaba prejudicando o conjunto de peças interno, como processador, a bateria e os próprios coolers.

"Um suporte portátil ou mantê-lo em alguma superfície plana é o melhor local para o apoio, pois evita a obstrução das entradas e saídas de ar, que são essenciais para que o sistema de refrigeração funcione corretamente", recomenda o engenheiro de software André Silva, especialista em hardware e diretor operacional da HackerSec, empresa de treinamento profissional na área da cibersegurança.

E aqui vai um alerta: se você usa seu corpo para apoiar o computador, pode estar colocando sua saúde em perigo. Quando apoiado nas pernas, o notebook pode provocar lesões de pele devido ao calor — quando a temperatura do aparelho passa dos 45ºC, destaca o entrevistado.

2 - Economize energia e processamento

Se você é aquela pessoa que deixa diversas páginas abertas, chats de mensagens, emails, programas, acessa diversos streamings (de música, vídeo) e não hesita em sempre fazer mais uma função sem encerrar as outras, isso pode causar calor excessivo no seu notebook.

Em casos assim, o equipamento terá que se desdobrar para processar tantas tarefas ao mesmo tempo.

"Quando o processador está excessivamente sobrecarregado por rodar muitos programas ao mesmo tempo, inclusive em segundo plano, ele consome mais energia e, por consequência, gera mais calor", diz Silva.

Sendo assim, seja mais moderado com as suas tarefas: mantenha aberto somente aqueles programas ou páginas na internet que estão sendo usados no momento.

Depois que você terminar, feche cada programa utilizado e desligue o notebook para não desgastar a bateria, se for guardá-lo na mochila, por exemplo. Isso, a longo prazo, vai evitar aquelas travadas irritantes, segundo os especialistas.

3 - Mantenha o equipamento limpo

Algumas pessoas fazem uma limpeza básica do notebook aqui e outra ali, com meses de distância entre cada uma.

Contudo, a máquina possui diversas frestas e orifícios que permitem a entrada de pó, que se acumula ao longo do tempo. A poeira prejudica o funcionamento das ventoinhas da ventilação, e isso ajuda a provocar o temido superaquecimento.

Pelo menos uma vez por mês, faça uma limpeza com um secador de cabelo no modo de ar frio para que as partículas sejam expelidas. Então direcione o equipamento para as saídas de ar do seu notebook e nos lugares onde perceber que possam existir acúmulos de pó, aconselham os entrevistados.