PUBLICIDADE
Topo

App dedura quem tentou desbloquear o seu celular e tira selfie do invasor

Blossomstar/ Freepik
Imagem: Blossomstar/ Freepik

Adriano Ferreira

Colaboração para Tilt, em Florianópolis

27/10/2021 04h00

Você quer saber quem tentou desbloquear o seu celular sem a sua permissão? Existem aplicativos que podem ajudar a descobrir. Os programas mais populares monitoram eventuais tentativas de desbloqueio da tela do smartphone via senha ou código.

Nesse processo, os apps tiram fotos se alguém ao efetuar tentativas de acesso ao seu telefone. Assim você descobre quem é o curioso/intruso.

Confira abaixo quatro aplicativos para Android que fazem o serviço de vigilante virtual:

CrookCatcher

App CrookCatcher - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

O aplicativo funciona para monitorar as tentativas de desbloqueio de tela. Você define quantas vezes a senha informada pode ser errada. Depois que a foto da pessoa é capturada e a localização identificada, um email com as informações será enviado pelo CrookCatcher.

É preciso ter uma conta no Gmail para receber os alertas, garantindo que a privacidade de suas informações não vá para servidores de terceiros, segundo os desenvolvedores.

Dependendo do nível de configuração, é possível bloquear o seu smartphone e até mesmo apagar todos os dados remotamente, caso ocorram muitas tentativas de desbloqueio.

Na versão Premium, que custa R$ 6, existe a opção de tocar um alarme, gravar som, mostrar uma mensagem e mais ações no caso de o celular ser desbloqueado após o limite de tentativas configurado.

Lockwatch

App Lockwatch - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Nesse app, a foto capturada também é enviada para o email. Você consegue definir até três tentativas incorretas para capturar uma foto do invasor. Depois de 10 segundos de tentativas erradas, você recebe um alerta.

O Lockwatch tem uma interface simples e prática, sem muitas telas e configurações mais personalizadas. Você consegue habilitar os padrões de seguranças com poucos toques.

Na versão Premium, que custa US$ 4,49 por ano, existe detecção de mudança de cartão SIM, que é aquele chip da sua operadora de celular. Outra função é o envio de email se o seu smartphone for desligado sem o desbloqueio.

WTWP - Quem pegou meu telefone?

App WTWP - Quem pegou meu telefone? - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Nas configurações do aplicativo, você determina até três tentativas de preenchimento de senhas ou códigos.

Caso a pessoa estoure esse limite, o bloqueio do smartphone é efetivado. Além disso, informações como gravação de atividades, fotos capturadas do invasor, lista de aplicativos iniciados e o número de tentativas de desbloqueios são compartilhados com o(a) dono(a) do aparelho.

Na versão paga do serviço, você poderá verificar o relatório e salvá-lo no Google Drive pelo valor mínimo de R$ 20,21.

Intruder Selfie

App Intruder Selfie - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

As fotos tiradas da pessoa que tentou desbloquear o seu celular podem ser enviadas para o Google Drive sem custos. Você apenas precisa acessar sua conta no Gmail.

Nas configurações de segurança, o número de fotos tiradas pode chegar até cinco por vez, conforme o máximo de tentativas estabelecidas por você, sendo 10 o limite.

Apesar de não ter tradução para o português, o Intruder Selfie não é difícil de ser utilizado.

Em "Settings", a opção "Number of Pictures" tem os números de fotos tiradas por vez, enquanto "Max Attempts" indica o limite de vezes para errar a senha ou código de desbloqueio.