PUBLICIDADE
Topo

Google acha que o futuro da busca é usar câmera do celular; veja o que muda

Google Lens permitirá complementar buscas de imagens com texto - Reprodução/Google
Google Lens permitirá complementar buscas de imagens com texto Imagem: Reprodução/Google

Marcella Duarte

Colaboração para Tilt, em São Paulo

30/09/2021 11h22

O Google apresentou ontem (29) novidades para seus serviços como Busca, Shopping e Maps durante o evento virtual "Search On 2021". Quem receberá a atualização mais curiosa é o Google Lens, o app que faz pesquisas por meio de fotos tiradas com a câmera do celular. Agora equipado com uma nova inteligência artificial, ele vai permitir novas possibilidades de buscas, combinando imagens e texto.

Com o Lens já é possível traduzir textos, identificar plantas e animais, fazer contas e outras tarefas corriqueiras. Em breve, ele se tornará mais esperto, principalmente quando há um componente visual no que você está buscando, difícil de descrever em palavras.

Em um dos novos exemplos exibidos no evento, a partir de uma foto de uma pessoa usando uma camisa florida, será possível encontrar em que lojas ela é vendida e achar até uma meia e outros objetos com a mesma estampa.

Neste caso, basta tirar a foto da roupa e digitar "meias com esta estampa". Na sequência, a nova IA entende que as duas coisas estão se relacionadas.

Há possibilidades de busca mais complexas. Por exemplo: se uma parte de sua bicicleta, que você não sabe o nome, quebrar, em vez de procurar primeiro descobrir como chama essa parte, basta apontar a câmera do celular para a peça quebrada e digitar "como consertar".

O Google diz que o Lens trará respostas específicas para aquele problema, e não para a bicicleta inteira, além de oficinas na região e vídeos, sinalizando até o momento em que a possível solução é exibida.

MUM, a nova IA do Google

A inovação no Google Lens faz parte do Modelo Unificado Multitarefas —ou apenas "MUM", na sigla em inglês—, que viabiliza a chamada "pesquisa multimodal". Essa nova geração de inteligência artificial consegue simultaneamente entender e conectar informações de diversos formatos, como texto, imagens e vídeos, explicou a empresa.

O MUM será implantado nos próximos meses, inicialmente apenas em inglês, em recursos para o buscador "comum" e de imagens e vídeos. A própria página de busca do Google receberá mudanças de design, para se tornar mais intuitiva.

A seção "Things to know" (Coisas para saber) vai trazer conteúdos adicionais, facilitando a compreensão do assunto.

Por exemplo, em uma busca sobre "tinta acrílica", também serão exibidos tópicos específicos que as pessoas costumam procurar, como passo a passo de uma pintura, inspirações de estilos, objetos caseiros para criar efeitos, entre outros.

Lens no Chrome

Em breve, a busca pelo Google Lens, hoje disponível apenas num aplicativo para Android ou no app geral do Google para iOS, também vai funcionar no navegador Chrome.

Assim, será possível selecionar imagens, vídeos ou textos de alguma página da internet com a "lupinha", para ver os resultados relacionados a eles. Eles aparecerão na mesma guia, sem precisar sair do site.

A tecnologia, tanto no app quanto no desktop, também vai potencializar a experiência do Google Shopping. Com um clique, será possível encontrar ofertas de um produto que estiver na tela, inclusive filtrando lojas físicas nas proximidades que possuem o item fisicamente em suas prateleiras.

Mapeamento de queimadas

De olho no aquecimento global e nas constantes queimadas pelo mundo, o Google Maps vai ganhar uma camada de busca por incêndios, com informações atualizadas sobre as queimadas.

Ao clicar em um deles, serão exibidos extensão dos danos, qualidade do ar, orientações de segurança e evacuação, números de emergência e links de autoridades locais, entre outros.

A novidade será implantada esta semana no mundo todo, no app do Google Maps para Android, e até outubro, para iOS e desktop.