PUBLICIDADE
Topo

Me ajuda, qual celular é bom para quem está sem grana?

Getty Images/iStockphoto
Imagem: Getty Images/iStockphoto

Thaime Lopes

Colaboração para Tilt

26/03/2021 04h00

Com o aumento do preço dos alimentos e a crise econômica agravada pela pandemia, a grana anda curta no bolso do brasileiro. Nesse contexto, precisar comprar um celular novo que atenda às necessidades do consumidor pode ser sim uma dor de cabeça extra. Mas não se desespere. Há sim no mercado brasileiro modelos considerados bons e mais em conta que os tops de linha, que podem ser adquiridos por menos de R$ 1.200.

Tilt fez uma seleção de cinco aparelhos com esse perfil, com diferentes especificações de armazenamento, bateria e câmera, que cumprem bem suas propostas. Vale destacar que não testamos todos os modelos —apenas o LG K12 Plus— e nossas recomendações se baseiam nas fichas técnicas dos aparelhos.

Samsung Galaxy A10

Galaxy A10, da Samsung - Divulgação/Samsung - Divulgação/Samsung
Galaxy A10
Imagem: Divulgação/Samsung

Esse modelo da linha Galaxy impressiona por sua tela grandona, de 6,2 polegadas (quase 16 cm) e bateria competente, de 3.400 mAh. Mesmo sendo um dos mais baratinhos da lista, o A10 não deixa a desejar em nenhum aspecto.

Tem armazenamento de 32 GB, que pode ser expandido para até 512 GB; e uma câmera traseira potente de 13 MP, que possibilita tirar fotos de alta qualidade —embora a frontal tenha apenas 5 MP. Ele também consegue gravar vídeos em Full HD.

Além de bem fino, ele é leve: pesa menos de 170 gramas, o que pode ser um atrativo para quem procura um smartphone com tela grande, mas que não parece um tijolo dentro do bolso.

Lançado em 2019, o modelo pode ser encontrado por cerca de R$ 810 à vista nas lojas, sendo que já chegou a R$ 700 nos últimos meses.

Ficha técnica: Samsung Galaxy A10

  • Tela: 6,2 polegadas
  • Câmeras: 13 MP (traseira), 5 MP (frontal)
  • Processador: Exynos 7884 (1,6 GHz)
  • Memória: 32 GB de armazenamento, expansível até 512 GB; e 2 GB de RAM
  • Bateria: 3.400 mAh

LG K12 Plus

LG K12 Plus - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Essa versão da família LG lembra um pouco o Galaxy A10, tanto em design quanto em especificações e preço. Com uma tela de 5,7 polegadas (14,5 cm), o LG K12 Plus (ou K12+) também é uma boa opção para quem procura um smartphone com tela grande.

Sua bateria é modesta, com 3.000 mAh, mas é o suficiente para quem não fica conectado o tempo todo. Caso a pessoa use o celular com muita frequência, talvez seja melhor olhar para outros modelos com bateria mais potente, como o já mencionado A10 —que está saindo até um pouco mais em conta que o modelo da LG.

O K12 Plus tem como vantagens sua câmera de 16 MP atrás e uma de 8 MP na frente, que faz selfies com uma qualidade boa.

Um dos pontos mais fortes do modelo é que apesar de ter armazenamento humilde, de 32 GB, esse valor pode chegar a 2 TB com a expansão, excelente para quem precisa de mais espaço extra para guardar arquivos de mídia e outros documentos.

O preço dele fica na casa dos R$ 720, mas vale a pena ficar atento: em janeiro deste ano, o aparelho chegou a custar R$ 633.

Ficha técnica: LG K12 Plus

  • Tela: 5,7 polegadas
  • Câmeras: 16 MP (traseira), 8 MP (frontal)
  • Processador: MediaTek 6762 (2 GHz)
  • Memória: 32 GB, expansível até 2 TB; e 3 GB de RAM
  • Bateria: 3.000 mAh

Asus Zenfone Max Shot

Asus Zenfone Max Shot - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

O modelo Max Shot da Asus é um intermediário com preço de entrada. Com tela grande (16 cm), câmera tripla e potente bateria de 4.000 mAh, esse é um dos smartphones mais completos entre os mais baratinhos.

Ele é vendido em duas versões: 32 GB ou 64 GB de armazenamento, que pode ser expandido até 2 TB. Seus vídeos são gravados em Full HD, enquanto as fotos chegam a uma resolução de 4.000 x 3.000 pixels graças às três câmeras traseiras de 12 MP, 5 MP e 8 MP. Na hora da selfie, a câmera de 8 MP garante fotos frontais satisfatórias.

A versão de 32 GB pode ser encontrada por cerca de R$ 950, enquanto a de 64 GB sai na faixa de R$ 1.050.

Ficha técnica: Asus Zenfone Max Shot

  • Tela: 6,2 polegadas
  • Câmeras: 12 MP + 8 MP + 5 MP (traseiras), 8 MP (frontal)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon SiP1 (1,8 GHz)
  • Memória: 32 GB ou 64 GB de armazenamento, expansível até 2 TB; e 3 GB de RAM
  • Bateria: 4.000 mAh

Motorola Moto G8 Play

Moto G8 Play - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Mais uma opção de câmera tripla, o G8 Play aposta nas fotos de alta resolução e vídeos em Full HD, além de ser uma boa opção para quem gosta de tirar autorretratos.

Ele tem 2 GB de memória RAM e um desempenho inferior a aparelhos com tecnologia equivalente —como o LG K12 Plus e o Max Shot da Asus, por exemplo, que compõem essa lista. Tem dois tipos de armazenamento interno: 32 GB ou 64 GB, que podem chegar até 512 GB, com um cartão de memória.

Ele tem uma boa bateria de 4.000 mAh e a tela de 6,2 polegadas (16 cm) também pode ser um ponto positivo para quem gosta de telas grandes. O preço do Moto G8 Play preço varia entre R$ 1.050 (32 GB) e R$ 1.120 (64 GB).

Ficha técnica: Motorola Moto G8 Play

  • Tela: 6,2 polegadas
  • Câmeras: 13 MP + 8 MP + 2 MP (traseiras), 8MP (frontal)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 665 (2 GHz)
  • Memória: 32 GB ou 64 GB de armazenamento, expansível até 512 GB; e 2 GB de RAM
  • Bateria: 4000 mAh

Xiaomi Redmi Note 8

Xiaomi Redmi Note 8 - Xiaomi/Divulgação - Xiaomi/Divulgação
Imagem: Xiaomi/Divulgação

Se para você a função mais importante de um smartphone é tirar boas fotos, o Xiaomi Redmi Note 8 é a melhor opção dessa lista. Ele tem uma câmera quádrupla em sua traseira que registra imagens em alta resolução usando tecnologias como sensor de profundidade, quad-pixel (que junta quatro pixels em um só, melhorando os detalhes da foto) e desfoque no modo retrato.

Um dos pontos mais fortes do modelo é a possibilidade de gravar vídeos na alta resolução 4K, que mantém mais qualidade de imagem.

Seus 4 GB de RAM fazem com que ele seja uma ótima opção para quem quer jogar e rodar aplicativos um pouco mais sofisticados do que os do dia-a-dia. Além disso, ele vem em versões de 64 GB ou 128 GB, que podem chegar a 256 GB com a expansão por cartão de memória.

Além disso, ele tem um design parecido com smartphones top de linha, com um acabamento em vidro que lhe confere um visual elegante e pode ser encontrado em três cores: azul, branco e preto.

O modelo de 64 GB pode ser encontrado por R$ 1.300 à vista, enquanto a versão com 128 GB está saindo por cerca de R$ 1.400.

Ficha técnica: Xiaomi Redmi Note 8

  • Tela: 6,3 polegadas
  • Câmeras: 48 MP + 8 MP + 2 MP + 2 MP (traseiras), 13MP (frontal)
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 665 (2 Ghz)
  • Memória: 64 GB ou 128 GB de armazenamento, expansível até 256GB; e 4 GB de RAM
  • Bateria: 4000 mAh

Veredito

Dentre todos os modelos, o Xiaomi Redmi Note 8 é, sem dúvidas, o mais completo de todos. Além de ter design mais elegante que seus competidores, seu desempenho é o mais potente dentre as versões analisadas, além de ter cinco câmeras.

Cerca de R$ 300 separam o Redmi do celular mais barato da lista, o Galaxy A10. Quando colocamos na balança a diferença da autonomia da bateria, mais a possível necessidade de comprar um chip para expandir o armazenamento do A10, vemos que investir no Redmi valeria mais a pena.

Para quem está com pouca grana, tanto o Galaxy A10 quanto o K12 Plus são opções válidas, ainda que bem mais limitadas. Mas devem servir para quem só usa o celular para WhatsApp e redes sociais. Já o Zenfone Max Shot e o Moto G8 Play são apostas interessantes para quem busca mais bateria.