PUBLICIDADE
Topo

Da realeza aos chips: Príncipe Harry conquista emprego no Vale do Silício

POOL New
Imagem: POOL New

Thiago Varella

Colaboração com Tilt

24/03/2021 17h39

Recentemente, em entrevista concedida à apresentadora de TV Oprah Winfrey, o príncipe Harry contou detalhes sobre sua saída da família real britânica e de como está, digamos, recomeçando a vida ao lado da mulher, Meghan, nos EUA. Pois o príncipe já saiu da fila do desemprego e conseguiu uma vaga em uma startup bilionária do Vale do Silício.

Em seu primeiro "emprego" fora da realeza, o agora startupeiro Harry vai ser diretor de impacto da BetterUp, uma empresa que oferece serviços de treinamento e aconselhamento em saúde mental para clientes.

Harry disse que espera poder usar suas próprias experiências para ajudar os clientes da startup com um "coaching proativo" para o desenvolvimento pessoal assim como para alcançar "uma vida melhor em todos os aspectos".

"Acredito firmemente que focar e priorizar nossa aptidão mental desbloqueia um potencial e uma oportunidade que não sabíamos que tínhamos dentro de nós", disse ele em um comunicado publicado no site da empresa.

A BetterUp foi fundada em 2013 e tem cerca de 270 funcionários. A empresa está avaliada em US$ 1,73 bilhão. O principal executivo da startup, Alexi Robichaux, não revelou o salário de Harry ou mesmo se o príncipe irá receber ações da empresa.

Harry, aliás, já anunciou um segundo "emprego". Ele vai participar da Comissão de Desordem de Informação do Instituto Aspen. Trata-se de uma entidade americana que luta contra a desinformação e as fake news.

Além dos dois empregos, Harry e a mulher, Meghan, também já assinaram contratos multimilionários com a Netflix e o Spotify para fornecer conteúdo para as duas plataformas.