PUBLICIDADE
Topo

Rudy Giuliani: buscas por aliado de Trump disparam após cena de Borat

Rudy Giuliani é acusado de comportamento inadequado em cena de novo  Bo - Joshua Roberts/Getty Images
Rudy Giuliani é acusado de comportamento inadequado em cena de novo Bo Imagem: Joshua Roberts/Getty Images

Gabriel Francisco Ribeiro

De Tilt, em São Paulo

25/10/2020 15h05

Sem tempo, irmão

  • Rudy Giuliani aparece em cena comprometedora em 'Borat 2'
  • Aliado de Donald Trump negou que tenha feito qualquer atitude errada na cena
  • Sacha Baron Cohen, que interpreta Borat, pediu para as pessoas verem o filme e julgarem
  • Buscas com o nome do ex-prefeito de NY dispararam no Google nos últimos dias

As buscas com o nome de Rudy Giuliani, ex-prefeito de Nova York e um dos principais aliados de Donald Trump, dispararam no Google após uma cena de 'Borat 2', novo filme de Sacha Baron Cohen. O político norte-americano aparece em um momento comprometedor na comédia lançada pelo Amazon Prime Video.

Segundo a plataforma Google Trends, a busca pelo nome do republicano teve um pico repentino em todo o mundo a partir do dia 21 de outubro, quando começaram a sair os primeiros relatos sobre a cena na imprensa. O filme estreou em 23 de outubro.

O interesse pelo político mostra o mesmo padrão de curva em diferentes países segundo o Trends - seja Estados Unidos, Brasil ou em todo o mundo.

O Google Trends não informa exatamente o número de buscas por um termo como a ferramenta Google Search Console, mas serve como um termômetro de buscas por uma palavra ao longo do tempo.

rudy - Reprodução - Reprodução
Buscas por Rudy Giuliani em alta repentina no Google Trends
Imagem: Reprodução

No Twitter, o termo Borat ficou entre os trending topics em boa parte do fim de semana, juntamente a outros termos correlatos do filme, como o próprio Rudy Giuliani.

(Contém spoilers abaixo)

O que aconteceu no filme?

Na cena, que ocorre na parte final do filme, Rudy Giuliani, que atualmente é advogado e conselheiro do presidente dos EUA, Donald Trump, é visto se reclinando em uma cama e colocando a mão dentro das calças na companhia de Maria Bakalova, a atriz que interpreta a filha de Borat, Tutar, no filme.

A situação acontece após uma "entrevista" conduzida por Tutar, feita em nome de um veículo conservador inventado especificamente para pregar a peça no advogado de Trump. É quando a filha de Borat oferece um drinque a Giuliani, e os dois vão juntos a uma suíte de hotel equipada com câmeras.

Após retirar o microfone, Giuliani, atualmente divorciado e que possui uma namorada, se deita na cama, tirando a camisa de dentro da calça e colocando a mão na sua região genital. Imediatamente, Borat entra no quarto e grita: "Ela tem 15 anos! É muito velha para você!". A atriz que fez a cena tem 24 anos.

A cena é real?

Sim. A produção construiu um esconderijo no quarto, em que Borat ficou escondido durante as gravações e monitorando o que ocorria.

A cena foi gravada em julho, e Giuliani chegou a fazer um boletim de ocorrência após cair na peça do comediante Sacha Baron Cohen. O ex-prefeito ligou para a polícia e descreveu que "um homem com uma roupa rosa" entrou gritando no seu quarto de hotel.

"Eu pensei que poderia ser um assalto, um esquema de chantagem, ou algo assim. Ele saiu correndo depois", contou o advogado ao New York Post. "Só percebi que provavelmente era Baron Cohen depois. Ele já enganou muita gente, mas não a mim".

O que disse Rudy Giuliani?

O ex-prefeito de Nova York disse que o vídeo é uma "completa fabricação" e que estava apenas arrumando sua camisa após retirar o microfone. Ele ainda nega ter sido inapropriado em nenhum momento, "antes, durante ou depois da entrevista".

O presidente norte-americano Donald Trump afirmou, sobre o caso, não gostar de Sacha Baron Cohen.

O que disse Sacha Baron Cohen?

Em resposta às alegações de Giuliani, Cohen afirmou que "se o advogado do presidente achou o que fez como um comportamento apropriado, então Deus sabe o que já fez com outras jornalistas em quartos de hotel".

Ele recomenda que as pessoas assistam ao filme e tirem suas conclusões. No Twitter, o ator ainda encarnou o escrachado personagem Borat em um vídeo para "defender" Rudy Giuliani das acusações sofridas.