PUBLICIDADE
Topo

Golpes virtuais prometendo ovos de Páscoa já atingiram 560 mil no Brasil

Um dos golpes prometendo ovos de Páscoa usa o logo e o nome da Cacau Show - Reprodução
Um dos golpes prometendo ovos de Páscoa usa o logo e o nome da Cacau Show Imagem: Reprodução

De Tilt, em São Paulo

07/04/2020 14h05Atualizada em 13/04/2020 10h34

Mais de 560 mil brasileiros foram atingidos por golpes virtuais prometendo ovos de Páscoa gratuitos doados pela Nestlé e pela Cacau Show. O dfndr lab detectou ao menos seis links maliciosos que circularam por e-mail e pelo Whatsapp nos últimos três dias.

As supostas promoções contemplariam 5.000 participantes com ovos de chocolate entregues em casa. Uma das mensagens circuladas justificava dizendo que, como os mercados "cancelaram suas compras de ovos de Páscoa por causa da pandemia", as empresas estariam distribuindo seus estoques gratuitamente.

Segundo Emilio Simoni, diretor do dfndr lab, os links maliciosos têm o objetivo de roubar dados pessoais e financeiros das vítimas ou levá-las à páginas falsas para visualizar publicidades excessivas.

"Para tornar o ataque mais crível, estes atacantes utilizam o nome de grandes empresas. Eles utilizam uma mecânica fácil que solicita às vítimas que respondam algumas questões simples como 'qual tipo de chocolate prefere e 'já comprou em nossas lojas nos últimos 3 meses", explicou.

"Por fim, pedem o compartilhamento do link malicioso com no mínimo 15 contatos do WhatsApp para garantir o recebimento do prêmio. No intuito de ganhar aquele brinde, a vítima segue os passos e acaba se tornando vetor de disseminação do golpe", completou.

Em nota, a Cacau Show confirmou que é a história da doação é mentira e reiterou que "não realiza esse tipo de doação por WhatsApp para pessoas físicas". "Informamos, ainda, que a Cacau Show já está tomando todas as providências legais e cabíveis em relação ao ocorrido", diz o texto.