PUBLICIDADE
Topo

Em nova parceria com a Nasa, SpaceX levará mais 4 astronautas para o espaço

Os astronautas Matthias Maurer, Tom Marshburn, Raja Chari e Kayla Barron - AFP PHOTO / NASA / Joel Kowsky
Os astronautas Matthias Maurer, Tom Marshburn, Raja Chari e Kayla Barron Imagem: AFP PHOTO / NASA / Joel Kowsky

Em Washington

27/10/2021 17h26

A Nasa se associou novamente com a agência espacial privada SpaceX para enviar, no domingo (31), quatro astronautas à Estação Espacial Internacional (ISS, na sigla em inglês), três dos quais farão sua estreia no espaço.

A tripulação da missão "Crew-3" passará seis meses na plataforma orbital, realizando pesquisas em áreas como ciências dos materiais, saúde e botânica, para contribuir com a futura exploração do espaço profundo e beneficiar a vida na Terra.

Os americanos Raja Chari, Tom Marshburn e Kayla Barron, assim como o alemão Matthias Maurer, da Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), decolarão a bordo da nave espacial Crew Dragon Endurance, que estará acoplada a um foguete Falcon 9.

O lançamento está previsto para as 02h21 locais (03h21 no horário de Brasília) no Centro Espacial Kennedy, na Flórida.

"Na noite passada pudemos ver a Endurance no hangar, enquanto se preparava o seu traslado para a plataforma. A tocamos com as mãos, o que é uma experiencia muito especial", disse Chari, coronel da Força Aérea dos Estados Unidos e comandante da missão, em coletiva de imprensa nesta quarta-feira (27).

Dos quatro, apenas Marshburn já esteve antes no espaço. O médico voou a bordo de um ônibus espacial em 2009 e de uma nave russa Soyuz em uma missão de 2012-2013.

Barron, que, assim como Chari, foi selecionada para o corpo de astronautas da Nasa em 2017, serviu anteriormente como oficial de guerra de submarinos para a Marinha americana. A astronauta disse aos jornalistas que via muitas semelhanças entre a sua experiencia na Marinha e a missão espacial.

Já Maurer, que é engenheiro em ciências dos materiais, será o 12º alemão a ir para o espaço e se juntará a seu companheiro astronauta da ESA, o francês Thomas Pesquet, na ISS. Provavelmente, os dois coincidirão por alguns dias na plataforma espacial, antes que o francês retorne à Terra com o restante de seus companheiros da Crew-2.

Após uma viagem de 22 horas, a Endurance se acoplará de forma autônoma à estação espacial às 04h10 GMT (01h10 no horário de Brasília) de segunda-feira (1º).

Os aspectos científicos de maior destaque da missão incluem um experimento para cultivar plantas no espaço, sem terra ou outros meios de crescimento, e outro para construir fibras óticas em ambientes de microgravidade, que, segundo pesquisas anteriores, serão de qualidade superior às fabricadas na Terra.

Maurer, por sua vez, ajudará a colocar em funcionamento o braço robótico europeu que está sendo instalado atualmente na seção russa da ISS, e testará o CIMON, um assistente de inteligência artificial desenvolvido conjuntamente pela agência espacial alemã DLR, e as empresas Airbus e IBM.

"É um experimento que realmente está preparando o caminho para a exploração", disse o astronauta europeu.

Como exemplo, Maurer mencionou que o assistente poderia atuar como um especialista em geologia, que os astronautas de uma futura missão a Marte poderiam consultar para obter respostas rápidas, já que o tempo de 'delay' para as comunicações com a Terra seria de 40 minutos.

Os astronautas da Crew-3 também realizarão caminhadas espaciais para completar a atualização dos painéis solares da estação.

Além disso, eles receberão na ISS duas missões turísticas, que incluirão visitantes japoneses a bordo de uma nave russa Soyuz, no fim de 2021, e a tripulação da Space-X Axiom, cujo lançamento está previsto para fevereiro de 2022.