PUBLICIDADE

Topo

Relembrando Mario Paint: a aventura artística de Mario

Mouse e desenho artístico: Paint Mario foi um marco para os jogos artísticos da época, será que a série terá uma continuação? - Arte/UOL
Mouse e desenho artístico: Paint Mario foi um marco para os jogos artísticos da época, será que a série terá uma continuação? Imagem: Arte/UOL

André "Avcf" Franco

Do GameHall

15/08/2020 04h00

Durante anos, videogames e educação eram como água e óleo. Além da eterna acusação de incitarem violência, os games foram dados há anos por associações de educadores e pais de serem passatempos que não agregavam em nada às crianças e adolescentes.

Até mesmo games educativos da geração 8-bits terminavam em jogos absolutamente aborrecidos ou em fracasso comercial. Por outro lado, games com ferramentas de desenho, ou "ateliês digitais" também falhavam em muitas limitações técnicas dos consoles antigamente.

Mesmo nos PCs, tais tipos de jogos eram pouco presentes e insuficientes, pois ou eram programas artísticos caros ou infantis demais que exageravam na simplicidade. Além disso, diferente de hoje, computadores custavam caro e quando uma família tinha, costumava ser usado para trabalho, sendo inacessível à maioria das crianças.

Virando o jogo

Se por um lado, o lançamento do Super Nintendo nos Estados Unidos foi um sucesso, por outro - como no vídeo acima - havia um clima de insatisfação e desconfiança no ar. Muitos pais estavam insatisfeitos e questionavam se valia a pena pagar caro (na época, o preço de lançamento do SNES era equivalente ao de um PS4 Pro atual) num console que não era compatível com o modelo que muitos já tinham em casa: o NES.

Vendo que a situação, junto com a concorrência da Sega e seu Genesis, poderia colocar o SNES em perigo no maior mercado do mundo, a Nintendo agiu rápido. Hiroshi Yamauchi, presidente na época, mandou que Gunpei Yokoi e sua equipe R&D1 produzissem um game educativo com o objetivo de preencher o vácuo de jogos do tipo e agradar tanto os pais quanto as crianças. Então, em agosto de 1992, Mario Paint foi lançado.

Paint Mario - Flickr/MariaCarranza - Flickr/MariaCarranza
Imagem: Flickr/MariaCarranza

Percebendo o potencial do jogo, a Nintendo adotou uma tática agressiva para o lançamento de Mario Paint: cortou o preço do SNES pela metade e bancou uma campanha de marketing de US$ 6 milhões, que incluía uma série de comerciais para TV e anúncios nas principais revistas da época.

Mario Paint - Divulgação/GameCaseKing - Divulgação/GameCaseKing
Imagem: Divulgação/GameCaseKing

O ataque foi super efetivo: Mario Paint não foi apenas um dos grandes sucessos de vendas de 1992, como ainda hoje permanece como um dos games mais vendidos do SNES, superando pesos-pesados como Super Street Fighter 2, Chrono Trigger e Super Mario RPG.

Pintando o sete com o Super Mario

Mario Paint - Reprodução/play-asia.com - Reprodução/play-asia.com
Imagem: Reprodução/play-asia.com

Mario Paint incentiva a criatividade desde a tela principal, com letras do logo clicáveis, que criam uma série de efeitos. O fato de "clicar" foi um dos grandes diferenciais do game que incluiu mouse à sua interface. Uma inovação na época, pois nenhum videogame até então havia utilizado esse recurso.

Mario Paint  - Divulgação/KwinnPop - Divulgação/KwinnPop
Imagem: Divulgação/KwinnPop

Com o mouse, o game passou na frente perto do maior ponto fraco dos jogos educativos e artísticos: controles truncados e pouco responsivos. Lembrando que o mouse de Mario Paint foi a porta de entrada de muitas crianças à interface típica dos computadores já naquela época.

Mario Paint é dividido em cinco recursos principais: o estúdio de pintura, uma ferramenta de animação, uma de criação de estampas, um mini-game, e um editor musical. Simples para os padrões atuais, mas na época Mario Paint ofereceu bastante ferramentas para brincar com várias ilustrações dos mais variados elementos gráficos do universo Mario existentes até então.

"Through the fire and flames we carry on"

Mario Paint - Divulgação/TriCurioso - Divulgação/TriCurioso
Imagem: Divulgação/TriCurioso

Curiosamente, ainda que Mario Paint fosse focado em seus gráficos, um destaque do jogo que foi aclamado após anos foi seu editor de som.

Com uma quantidade de elementos surpreendentes para um jogo, o editor oferecia uma gama gigante de efeitos sonoros, desde os típicos dos games Mario, até vários barulhos engraçados e curiosos em estilo MIDI.

O editor musical fez tanto sucesso e gerou um impacto tal na comunidade, que em 2013, um grupo de fãs criou o Mario Paint Composer, aplicativo que simulava sons e expandia as ferramentas da versão original de SNES.

Versões "Mario Paint" tanto de canções de jogos quanto de sucessos da música pop fizeram muito sucesso em vídeos do YouTube como esses:

Ainda hoje, grupos de "compositores" de Mario Paint se reúnem e produzem versões de canções em fóruns como o Discord. Há, inclusive, várias versões de aplicativos baseados no Mario Paint Composer, como este aqui.

O artista

Mario Paint - Divulgação/RetrogameCases - Divulgação/RetrogameCases
Imagem: Divulgação/RetrogameCases

Infelizmente, apesar de todo o sucesso e influência do Mario Paint, a Nintendo nunca foi capaz de entregar um sucessor à altura. Na geração seguinte a do SNES, a Big N lançou a suíte Mario Artist: Paint Studio para o fracassado acessório Nintendo 64 Disk Drive.

Além do N64 DD nunca ter saído do Japão, por algum motivo estranho, a Nintendo planejou dividir Mario Artist em 8 jogos, mas o fracasso do Disk Drive e seu consequente e rápido descontinuidade permitiram o lançamento de apenas 4 jogos da suíte Mario Artist

Ainda resta a saber quando uma verdadeira sequência sairá, seja para o atual Nintendo Switch ou seu eventual sucessor.

Paint Mario  - Divulgação/Medium - Divulgação/Medium
Imagem: Divulgação/Medium

O fato é que, a versão original de Mario Paint deixou sua marca na história dos jogos como um sucesso como um jogo que entretêm ao mesmo tempo que incentiva a criatividade, como o de uma poderosa ferramenta que levou muitos desenvolvedores e artistas à entrarem na indústria dos jogos.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol