PUBLICIDADE

Topo

Through the Darkest of Times retrata o nazismo de forma tática e crua

Through the Darkest of Times  - Reprodução
Through the Darkest of Times
Imagem: Reprodução

Makson Lima

Colaboração para o START

06/03/2020 12h00

Nunca é um dia ruim para sentar a porrada em nazistas nos videogames. A série Wolfenstein está aí há décadas promovendo uma catarse violenta contra esse grupo de pessoas que se acham superiores só por causa da cor da pele ou origem.

Já os desenvolvedores indies da Paintbucket Games entregam uma experiência completamente diferente com Through the Darkest of Times, um game de estratégia em que o jogador controla um grupo de resistência na Alemanha nazista. É um jogo difícil, cruel, mas principalmente essencial para lembrarmos o que não pode ser esquecido.

O game não usa de meias palavras: escancara a crueldade da forma mais didática possível

No coração das Trevas

Regime nazista durou 12 anos na Alemanha - Reprodução
Regime nazista durou 12 anos na Alemanha
Imagem: Reprodução

Enquanto mídias como cinema e literatura costumam retratar um dos períodos mais catastróficos e horríveis da história da humanidade, o da Alemanha Nazista, com muita veracidade, videogames tendem a apelar para a alegoria ou mesmo metáforas.

Por isso que Through the Darkest of Times se torna tão importante logo de cara. O game serve como exercício de aprendizado, colocando você como líder de um grupo de resistência à ascensão nazista na Alemanha de 1933, quando Hitler virou chanceler, até 1946, com o fim da guerra.

Dividido em quatro atos, ele se sobressai em algo difícil de ser feito: conciliar exercício de conscientização com um jogo de estratégia relativamente profundo, com tomadas de decisão dificílimas e valores humanos berrando em meio ao caos.

Não é possível alterar o rumo da história, e o jogo pontua cada um dos catastróficos eventos ocorridos, mas Through the Darkest of Times se constrói de ações rebeladas, do não-conformismo ao regime, funcionando como verdadeira aula de entendimento à pergunta que muitos faziam durante aqueles tempos tão sombrios, e até hoje: "como chegamos a esse ponto?"

Táticas de resistência

Junte-se a resistência contra o nazismo - Divulgação
Junte-se a resistência contra o nazismo
Imagem: Divulgação

Cada um dos membros do grupo de resistência tem características distintas para sobressaírem em determinadas tarefas e falhar em outras. Carisma, poder de persuasão, retórica - é fundamental atentar para cada uma desses atributos para formar um grupo plural. É tudo bem explicado e explorado através de atividades num mapa que contempla diversos bairros da capital alemã. Evitar a atenção da Gestapo para se manter fora da mira da polícia é o que mantém as pessoas vivas.

A princípio, é primordial conseguir apoiadores da causa, contatos e até material para espalhar a palavra rebelde, como papéis para panfletagem e tinta, por exemplo. Angariar fundos com simpatizantes é tão importante quanto manter a moral do grupo alta.

Notícias contam a história de horror da ascensão do nazismo - Reprodução
Notícias contam a história de horror da ascensão do nazismo
Imagem: Reprodução

Cada notícia dada nos jornais, cada um dos eventos, mais e mais inacreditavelmente inaceitáveis, passam a tomar forma: a Juventude de Hitler, alienadora de crianças e jovens, até a exposição completa do mais cruel dos campos de concentração de Auschwitz. Tudo aconteceu de verdade e Through the Darkest of Times está aqui para mostrar o quão hediondo isso foi.

O game não usa de meias palavras: escancara a crueldade da forma mais didática possível. Não há diferentes interpretações ou pontos de vista e o que aconteceu anos antes de a Segunda Guerra Mundial ser declarada, premeditou as mais pungentes atrocidades que ainda estavam por vir. Não era papo, não era discurso político, era intenção real.

É primordial conseguir apoiadores da causa, contatos e até material para espalhar a palavra rebelde, como papéis para panfletagem e tinta, por exemplo

Os horrores dos campos de concentração também são retratados no game - Reprodução
Os horrores dos campos de concentração também são retratados no game
Imagem: Reprodução

O game é difícil, tanto por conta da temática abordada, quanto pelos elementos de jogabilidade em si. Numa decisão acertada da produtora, é possível jogar em uma dificuldade mais amena, cujo intuito é o de acompanhar a trama, mais do que propriamente criar estratégias elaboradas para conseguir manter o grupo atuante.

Through the Darkest of Times já entra para a lista de um dos jogos mais importantes do ano, talvez até de todos os tempos. Que a história nos sirva de lição para não repetirmos, jamais, os mesmos erros do passado.

Through the Darkest of Times

Divulgação
Imagem: Divulgação
Lançamento: 30/01/2020
Plataforma: PC (Steam)
Preço Sugerido: R$ 29,99
Classificação Indicativa: 14 anos (violência fantasiosa, medo, temas sensíveis)
Desenvolvimento: Paintbucket Games
Publicação: HandyGames
Jogue também: Série Wolfenstein, My Child Lebensborn, Frostpunk, Ministry of Broadcast

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol