Topo

Guia


"Terra Média: Sombras da Guerra" - Dicas e segredos para se dar bem

Divulgação
Imagem: Divulgação

Daniel Esdras

Do GameHall

15/07/2019 18h40

"Terra Média: Sombras da Guerra" (PC, Xbox One, PS4) é o grande jogo do mês no Game Pass, serviço por assinatura da Microsoft. Lançado em 2017, o jogo baseado em O Senhor dos Anéis recebeu diversas melhorias desde então, como a retirada das microtransações.

Ele tem um divertido sistema de captura de Orcs e batalhas campais, e é uma excelente escolha para você passar o mês de julho, principalmente se estiver de férias.

Mas as coisas não são tão simples, então separamos dicas preciosas para você não ficar perdido durante a aventura e tirar o melhor de Talion e Celebrimbor no campo de batalha.

Liberte as torres

Reprodução
Imagem: Reprodução

"Terra Média: Sombras da Guerra" tem várias áreas diferentes, regiões enormes que podem ser exploradas nas terras de Mordor. Cada uma delas traz missões exclusivas, um forte para ser dominado, dezenas de colecionáveis para procurar, um sistema Nêmesis próprio e muito mais. A pergunta feita ao chegar a cada nova área é sempre a mesma: o que fazer primeiro?

A resposta é: libertar as torres. Espalhadas por toda a região, elas são a forma pela qual Sauron acompanha a movimentação de suas tropas. Muito além desse valor na narrativa, elas também são as responsáveis por revelar os colecionáveis, e funcionam como pontos de teletransporte pelo mapa. Sem elas, você precisa ir de um local ao outro sempre correndo, o que toma muito tempo.

Assim que chegar em uma nova região, ignore tudo até liberar todas as torres. De quebra, você vai conseguir um ponto de habilidade extra pelo feito.

Encontre as Ithildin

Reprodução
Imagem: Reprodução

As Ithildin são palavras na língua dos elfos que estão espalhadas por todas as regiões de Mordor. Cada região conta com uma caverna ancestral desse povo, que tem uma porta trancada por um puzzle. Para abri-la é preciso completar um texto antigo inscrito em pedra, sem algumas partes. As palavras para completar o puzzle são justamente as Ithildin.

Para saber a localização das Ithildin, é necessário libertar as torres. O símbolo delas é triangular e de fácil identificação no mapa. Basta chegar no local indicado, mudar a visão para o Celebrimbor e interagir com a palavra na parede.

Você deve fazê-las primeiro, já que essas cavernas ancestrais escondem um equipamento raro, que especialmente no início do jogo vai te dar uma vantagem considerável no campo de batalha.

Confira as desvantagens dos seus inimigos

Reprodução
Imagem: Reprodução

Após completar essas duas etapas, é hora de atacar o sistema Nêmesis do local, que indica os Orcs de patente mais alta da região. Como esses capitães Orcs estão sempre cercados de seguidores e às vezes até de outros capitães, escolher a melhor estratégia para o combate é a diferença entre a vida e a morte.

Para descobrir as fraquezas de um capitão, você precisa encontrar um Worm, um tipo de Orc que tem um ícone verde sobre a cabeça. Ao interrogá-lo, você poderá descobrir mais sobre um capitão específico.

Cada um deles tem suas próprias vantagens e desvantagens, como por exemplo: ser resistente ao fogo ou ter medo de execuções. Ao descobri-las, você poderá escolher a melhor abordagem e executá-los ou recrutá-los com maior rapidez.

Mude a visão para encontrar seu alvo

Reprodução
Imagem: Reprodução

Ao pressionar LB ou L1, dependendo do seu console, você consegue enxergar com a visão do Celebrimbor, o espírito que te acompanha. Ela funciona como uma visão raio X que revela orcs, recursos e elementos interativos do cenário por longas distâncias.

Esse modo de visão é muito útil para encontrar Worms, Capitães, munição para o seu arco e aquela isca de Caragor ou barril de Grog que vai causar o caos nas linhas inimigas. Se estiver perdido ou em busca de algo bem específico, mude para a visão do Celebrimbor.

Use e abuse das joias brancas

Reprodução
Imagem: Reprodução

Um passo importante para conseguir mais níveis e moedas é abusar das joias brancas. Principalmente no início do jogo, quando os seus equipamentos são fracos e não combinam muito com as gemas verdes ou vermelhas, o ideal é focar nas brancas.

Elas te darão bônus de experiência e moedas, que serão muito úteis para melhorar as suas habilidades e também aprimorar o seu exército de orcs quando chegar a hora.

Use o ambiente contra os inimigos

Reprodução
Imagem: Reprodução

Os cenários de "Terra Média: Sombras da Guerra" são repletos de elementos interativos que servem para bagunçar as linhas inimigas. A maior parte deles precisam de flechas para serem ativados, portanto tenha sempre algumas guardadas.

É possível derrubar iscas para atrair diversas feras, como Caragors ou mesmo Dragões, que servem para atacar os Orcs e principalmente ferir capitães que tenham alguma fraqueza contra animais. Também é possível explodir barris para causar dano de fogo ou envenenar a birita dos Orcs e deixá-los acabados. Ah! Aranhas e abelhas também estão no pacote de pragas, então divirta-se descobrindo o que cada uma faz.

Habilidades úteis

Reprodução
Imagem: Reprodução

Quase todas as habilidades de "Terra Média: Sombras da Guerra" são úteis, nem que seja no longo prazo. No entanto, algumas vão facilitar demais a progressão, e quanto mais cedo forem adquiridas, menos dor de cabeça você terá.

Um dos grandes motivos de irritação no jogo é a coleta de um equipamento deixado por um capitão executado em batalha ou moedas e runas. O tempo para a coleta é longo, e os inimigos não te poupam, atrapalhando sempre com golpes. A habilidade Caçador de Tesouros resolve esse problema, já que coleta todos automaticamente.

O Golpe Sombrio, outra habilidade importante, permite que você mire com o arco em um inimigo e teletransporte para ele, gerando uma execução silenciosa e rápida, sem ter de percorrer um grande caminho até o seu adversário.

Já a Congelar no Lugar, essencial para caçadas, vai te ajudar a prender os fujões no chão com uma flecha na perna, muito útil para capturar os capitães covardes.

A Jura de Morte, feita para melhorar seus comandados antes da captura, permite desafiar um capitão inimigo, tornando-o mais forte na hora. Bom tanto para capturá-lo quanto para garantir itens melhores se você for executá-lo.

Foque nessas habilidades primeiro para ter uma jornada mais tranquila e prazerosa.

Melhore os níveis dos seus capitães

Reprodução
Imagem: Reprodução

O sistema Nêmesis conta com diversas camadas escondidas de jogabilidade que você pode utilizar em seu favor. Orcs capturados podem fazer diversos serviços sujos, como desafiar outros capitães para um duelo de vida ou morte, com o vencedor recebendo níveis adicionais. É possível até mesmo ajudar o seu Orc para garantir uma vitória, afinal, não existe jogo limpo em Mordor.

Também é possível desafiar um capitão para um duelo você mesmo, graças à habilidade Jura de Morte. Isso fará com que o nível dele melhore imediatamente, o que é muito útil na hora de capturar aquele Orc lendário mas que está em níveis bem abaixo dos outros do seu exército.

Por fim, é possível também utilizar a Arena, uma espécie de coliseu, que coloca capitães para lutar ente si. Colocar seus comandados aqui só traz vantagens, já que mesmo que eles sofram a derrota e morram, você poderá capturar o vencedor. No caso de uma vitória ele melhorará o nível.

Enfraqueça as defesas do inimigo antes da batalha

Reprodução
Imagem: Reprodução

Para dominar de vez uma região, é preciso derrotar o líder da fortaleza e colocar um dos seus Orcs no lugar. Para isso rola uma batalha campal, onde que seu exército vai encarar o do inimigo, tendo que invadir as muralhas de alguma forma.

O líder da fortaleza conta com vários generais abaixo dele. Cada general garante um bônus específico para a defesa adversária, como armas de cerco ou portões reforçados. Se você derrotar esses generais antes de iniciar a batalha, essas defesas não vão estar presentes na hora do embate decisivo. É possível, inclusive, dominar esses generais sem que o líder da fortaleza saiba, fazendo eles traírem seu comandante na hora do confronto, o que te garante muita vantagem.

Independentemente da abordagem que você escolher, enfraqueça as defesas da fortaleza adversária antes de decidir atacá-la. Isso deve poupar comandados e evitar mortes desnecessárias.

Mais Guia