PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Band fecha compra de pacote milionário de filmes e séries até 2024

Kevin Spacey quebrou acordo em "House of Cards" e terá que pagar R$ 172 milhões - Reprodução / Internet
Kevin Spacey quebrou acordo em "House of Cards" e terá que pagar R$ 172 milhões Imagem: Reprodução / Internet
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

17/01/2022 00h09

A TV Band praticamente concluiu a compra de um pacote milionário de filmes e seriados consagrados. Um dos estúdios com acordo fechado é a gigante Sony.

São mais de 60 filmes e outras produções que poderão ser exibidos nos próximos dois anos (até 2024).

Uma nova temporada das séries "Breaking Bad", "outlander" e "Justiça Sem Limites" já estão garantidas.

A emissora também comprou os direitos de "Vikings".

Mas, a cerejinha do bolo deverá ser a aclamada série "House of Cards", com o ator acusado de assédio sexual Kevin Spacey. Ele foi demitido da atração na 5ª temporada.

Seria o "début" do seriado na TV aberta.

Band, 55 anos

O pacote adquirido é mais um item no acervo de conteúdo preparado este ano: a Band completa o aniversário vai acontecer no dia 13 de maio.

Hoje à noite, mesma noite em que estreia a 22ª edição do "BBB" na Globo, a Band exibirá a estreia de sua agora maior estrela: "Faustão na Band" estreia com vários dias de matérias, quadros e gravações já feitas com antecedência.

Também estreia com um patrocinador-master de peso: a Magazine Luiza.

Nos primeiros dias do programa, inclusive, é provável que pouquíssimo (ou nenhum) conteúdo seja de fato ao vivo. A emissora decidiu ser bem cuidadosa nos primeiros programas, de olho na saúde de seu novo contratado. No ano passado ele teve alguns problemas que o levaram a ser internado.

Fausto, 71, volta à Band após 34 anos. Foi lá que o "Perdidos na Noite" surgiu e onde de fato ele despontou para o estrelado.

O programa estreia às 20h30.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops