PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Opinião: Fora da Globo, Tiago Leifert ainda tem mundo à disposição

Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

10/09/2021 11h34

Podem não crer, mas na estreia de Marcos Mion, na semana passada, na Globo, intuitivamente eu percebi que, durante a participação de Tiago Leifert. ele parecia, digamos , desconfortável. Ou jururu. Ou ambos.

A despeito do "timing" de sua declaração de que está deixando a Globo —um tanto fora de hora, afinal, acabou de chegar uma colega novo na casa com muito sucesso, a decisão de Leifert é perfeitamente compreensiva humana e profissionalmente.

Nesta coluna mesmo ontem eu já antecipava que a Globo já vem temendo uma nova debandada de artistas e apresentadores —e não por sua vontade, mas pela dos profissionais.

Tudo mudou

O mundo mudou, minha gente, a Globo não é mais o umbigo televisivo do país.

A cada semana que passa surge mais uma empresa ou um serviço de streaming ou plataforma dispostos a contratar gente talentosa.

Porém, não vou dar uma de mãe Dinah e cravar aqui que Leifert vai seguir para outra empresa de TV ou de streaming.

E por falta de capacidade não é, além de sua incrível precocidade: o cara tem 41 anos. Tem gente com o dobro da idade que jamais chegará aonde ele foi na TV.

Lembro alguns de seus maiores trunfos: do talento inovador (e inicialmente desacreditado) com que passou a tratar o "Globo Esporte";

- da forma como fez o povo esquecer "o gigante" Pedro Bial em questão de dias no "BBB";

- e como fez o mesmo com Faustão Silva —ao ponto de a Globo antecipar a estreia de Luciano Huck no "Domingão", possivelmente temendo que Huck se tornasse o substituto de Leifert —e não o contrário.

Ana Maria

Notem que Leifert foi no "Mais Você", de Ana Maria, e falou, falou e falou mais um pouco sobre sua decisão de sair, mas no fundo não disse nada de muito revelador.

Sim, quer mudar de vida. Quer mudar a vida da família . Quer mudar a carreira.

E-games

Sejamos francos: se tem alguém que está saindo por cima da carreira é ele. Pode escolher o que fazer, já está rico, tem uma família que o apoia e certamente milhões de fãs que vão segui-lo seja aonde ele for.

E tem um último trunfo: seu talento natural com os e-games, uma das indústrias que mais está crescendo e faturando no mundo (a ponto de ter um canal dedicado na própria Globo).

Fora tudo isso, ainda deixa as portas da Globo abertas.

Pode voar, Leifert, afinal você tem um mundo e um futuro à disposição, e só isso já não é uma benção para qualquer um.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops