PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

"Despedido", Faustão deve embolsar quase R$ 40 milhões da Globo

Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

22/06/2021 11h16

Apesar de já ter chegado a um acordo com o apresentador Fausto Silva, que não renovou seu contrato com a emissora Globo após mais de três décadas, sua "despedida" da emissora da família Marinho vai custar o equivalente a uma boa Mega Sena acumulada.

Segundo esta coluna apurou nos últimos dias junto a fontes na emissora e no mercado, "despedir" o funcionário Fausto Corrêa da Silva, 71 anos, deverá tirar ao menos R$ 40 milhões dos cofres da emissora.

O valor se refere ao pagamento integral de seus salários até 31 de dezembro, mais a participação que o apresentador teria em "merchandising" testemunhal e em campanhas publicitárias nas quais ele teria direito a uma porcentagem.

A estimativa é que por uma única campanha (tipo "Caminhão" ou "Avião do Faustão") ele recebesse cerca de R$ 5 milhões livres.

E nunca faltaram anunciantes interessados, porque, como se diz no jargão publicitário, Faustão "entrega" ("entrega" no sentido de fazer valer a pena para o anunciante, que lucra ou vende muito nas campanhas estreladas por ele).

As estimativas (conservadoras) são de que Faustão ganhasse algo entre R$ 3,5 milhões e R$ 5 milhões mensais só em salários na Globo.

Vai receber "rescisão" à vista

É provável que o acordo feito entre as partes garanta a Faustão o pagamento integral —e não parcelado— desta pequena fortuna. Merecida, diga-se.

Desde 1989, quando estreou seu "Domingão", Faustão era dono do programa, proporcionalmente, mais rentável da emissora, embora fosse semanal. Sem dúvida, Faustão rendeu bilhões para a Globo nesses anos todos.

Novelas e telejornais, por exemplo, faturam mais que o dominical, mas seus custos são muito maiores.

O "Domingão" era basicamente só o apresentador, uma equipe enxuta e convidados (que não recebem nada para participar; pelo contrário, muitos até pagariam se fosse possível).

Band em 2022

A partir de 1º de janeiro de 2022, Fausto Silva já tem nova casa: a Band, com quem fechou contrato por cinco anos.

Foi justamente o anúncio do acordo com a TV da família Saad que irritou profundamente a direção da Globo e a fez antecipar a saída do apresentador do ar. No ano que vem a Band completará 55 anos e Fausto Silva chega como sua maior estrela.

Outro motivo para a Globo se antecipar certamente foi o ótimo desempenho e ibope de Tiago Leifert à frente do "Domingão". A emissora se sentiu segura para antecipar o fim da relação com Faustão.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops