PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

TV paga perdeu mais de 180 mil assinantes no país em janeiro

TV por assinatura no Brasil e no resto do mundo vive um momento crucial - Reprodução
TV por assinatura no Brasil e no resto do mundo vive um momento crucial Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

22/03/2021 18h45

Resumo da notícia

  • TV paga não parou de perder clientes desde o fim de 2014
  • Operadoras perderam quase 5,5 mi de assinantes em 6 anos
  • Causas são muitas, mas canais tem culpa por conteúdo ruim

A hemorragia na TV por assinatura parece não ter fim. Dados oficiais da Anatel mostram que em janeiro as operadoras do país perderam mais 184.294 clientes.

Isso se soma aos mais de 800 mil assinantes perdidos em todo ano passado, como esta coluna informou em fevereiro.

Com isso o Brasil tem hoje 14.644.411 pontos de TV por assinatura. Em janeiro do ano passado eram 15.410.300.

Para lembrar: no final de 2014, ano da Copa no Brasil, eram quase 20 milhões de assinantes.

São várias as causas dessa sangria e elas já foram citadas várias vezes nessa coluna.

Pela ordem:

- Crise econômica, desemprego ou redução de salários;

- Pirataria desenfreada;

- Péssima qualidade de programação em boa parte dos canais (reprises insuportáveis dos mesmos programas; abuso no número de intervalos na programação; anúncios comerciais ou institucionais repetitivos, enfadonhos e irritantes; conteúdo desinteressante);

- Novas opções mais baratas de entretenimento (só internet e / ou streaming);

- Preço que as operadoras cobram pelos pacotes;

- Mau atendimento por parte de algumas operadoras

Se o marasmo continuar, o streaming continuar a crescer e a TV paga não se reinventar, provavelmente num futuro não muito distante veremos o fim dessa mídia como a conhecemos.