PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Brasil é 1º do mundo em consumo de pirataria online, diz estudo

Brasil é campeão de "pirataria online", diz estudo da Nagra - Reprodução
Brasil é campeão de "pirataria online", diz estudo da Nagra Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

21/12/2020 00h09

Um estudo da empresa Nagra/Kudelski Group, líder em segurança digital, apontou que o Brasil é o país com maior consumo de pirataria online no mundo e que, sozinho, supera em volume regiões continentais inteiras.

O estudo é um dos efeitos e resultados das medidas que vêm sendo tomadas por governos e seus ministérios, operadoras de TV, entidades representativas do audiovisual e empresas de segurança no combate a esse crime.

O novo vilão da pirataria se chama "IPTV" —aplicativos ou pequenas caixas que conseguem acessar conteúdo ilegalmente.

Muitos desses aparelhos têm sido vendidos até nas grandes redes no Brasil e no mundo.

Segundo o estudo, dos 4 milhões de usuários de apenas uma marca de servidor/ box pirata, a AZ America, nada menos que 648 mil estavam no Brasil (veja ranking abaixo).

Cerco à Pirataria

No mês passado, por exemplo, foi deflagrada mais uma fase da Operação 404, com o objetivo de combater os fornecedores de conteúdo usurpado de canais.

Foram apreendidos bens de luxo e estão sendo investigados os "supostos "cabeças" do esquema de pirataria digital.

Um dos investigados teria movimentado mais de R$ 90 milhões no ano passado, segundo um funcionário do Ministério da Justiça.

No Brasil a operação de cerco à pirataria envolveu Polícia Civil, embaixadas dos EUA e Reino Unido, a ABTA (Associação Brasileira de TVs por Assinatura) e a MPA (Motion Picture Association).

Os especialistas já identificaram que a pandemia causou não só uma explosão no consumo de conteúdo digital, mas também o de furto a esse conteúdo.

Na Operação 404 de novembro foram 25 mandados de busca, e bloqueados cerca de 250 sites e 66 aplicativos que davam acesso a conteúdo usurpado.

Veja o top 4 da pirataria digital em 2020:

(Usuários de servidor ou box AZ America)

1º Brasil
2º Norte da África (Argélia, Marrocos, Egito e Tunísia)
3º Oriente Médio ((Irã e Arábia Saudita)
4º Europa (França, Alemanha e Itália)

Fonte: Nagra/ Kudelski

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops