PUBLICIDADE
Topo

'Gata': marca que fez perfume íntimo de Anitta bancou clipe a pedido de fãs

Anitta no clipe de "Gata", bancado por empresa que produziu seu perfume íntimo - Reprodução/YouTube
Anitta no clipe de 'Gata', bancado por empresa que produziu seu perfume íntimo Imagem: Reprodução/YouTube

De Splash, em São Paulo

05/08/2022 13h16

Após muito mistério, Anitta lançou hoje o clipe de "Gata", o primeiro de três vídeos que ela vai liberar nas próximas semanas. Dirigido por Giovanni Bianco, mesmo responsável por "Bang", "Girl From Rio", entre outros, o clipe foi bancado pela Cimed, empresa que está lançando o perfume íntimo da cantora no Brasil.

"O clipe de 'Gata' eu só gravei por causa dos fãs e por causa do perfume que eu queria muito ter o perfume no meu clipe, eternizar, já que foi uma ideia que eu tinha o sonho de fazer. Já uso esse perfume há cinco anos [...] Aí a Cimed resolveu o clipe de 'Gata'!", contou Anitta em uma coletiva para a imprensa latina para falar sobre seu novo trabalho.

Em maio, a cantora já havia desabafado em uma live sobre as dificuldades em buscar investimentos para lançar novos clipes após a recente divulgação do álbum "Versions Of Me". Ela reclamou que a gravadora só aposta em músicas que viralizam no TikTok.

"A gente só vai conseguir o fazer o primeiro clipe do álbum agora. Como não consegui aprovação, vou fazer com o dinheiro de patrocinadores", contou Anitta na época. Ela provavelmente já falava do clipe de "Gata", bancado pela indústria de remédios, cosméticos e suplementos.

A cantora chegou a ser alvo de médicos e dermatologistas que reprovam o uso de perfumes na região íntima e aproveitou o papo com jornalistas do Brasil, Colômbia e Estados Unidos para defender o seu produto, batizado de Puzzy.

"O produto é dermatologicamente e ginecologicamente testado. Tem aprovação da Anvisa, tem tudo. É aprovado por dermatologista, ginecologista. Inclusive demorou para fazer porque passou por todos os testes para garantir que ia ficar tudo bem", afirmou Anitta, que ainda pretende levar o produto também para o exterior.

No clipe, Anitta chega a borrifar seu perfume nas partes íntimas. Foi justamente por causa da publicidade do perfume que Chencho Corleone, que faz o feat com ela em "Gata", não aparece no clipe. "Ele foi superbacana e autorizou fazer o clipe sem ele. Sou muito grata."

Sem abrir valores, segundo Anitta, o clipe de "Gata" não foi tão caro assim. Nem os de "Lobby", com Missy Elliot, e "El Que Espera", com Maluma, que ela lança em seguida.

"Nenhum dos novos clipes ganhou o status do meu clipe mais caro. Continua sendo o de 'Tropa', com o Free Fire. Foi o clipe mais caro da minha vida. Para ultrapassar aquilo ali vou ter que arrumar vários patrocinadores."