PUBLICIDADE
Topo

Suspeito de matar ex-ator de 'Chiquititas' é preso após quase 3 anos

Weslley Neto

De Splash, em São Paulo

16/05/2022 17h26Atualizada em 17/05/2022 00h22

Paulo Cupertino, suspeito de executar o ator Rafael Miguel e os pais do jovem em junho de 2019, foi encontrado hoje pela Polícia Civil após quase três anos foragido.

Paulo foi detido por policiais da 6ª seccional e encaminhado para o 98º Distrito Policial, localizado no Jardim Miriam, zona sul de São Paulo. A informação foi confirmada a Splash pela delegacia. Na sequência, ele foi levado para a DGP (Delegacia Geral de Polícia).

O suspeito era sogro de Rafael e pai de Isabela Tibcherani, que por diversas vezes criticou Paulo e disse que ele era "homem agressivo, possessivo e egoísta".

Cupertino foi preso após uma denúncia anônima. O suspeito afirma que permaneceu escondido por quatro meses em um hotel de Interlagos, zona sul de São Paulo, antes de ser preso, informou o 98º DP. A declaração — que ainda não foi registrada oficialmente — é checada pelas autoridades.

No fim de 2020, a Polícia Civil de São Paulo foi à cidade de Liberación, no Paraguai, seguindo uma pista de que Cupertino estaria em uma fazenda na região, mas ele não tinha sido encontrado até agora.

Em entrevista ao "Cidade Alerta" (RecordTV), o delegado Osvaldo Nico Gonçalves, responsável pela busca, afirmou que ainda será realizado um trabalho de reconhecimento do suspeito.

"A gente vai fazer uma legitimação para provar que é ele mesmo. O pessoal do 98º Distrito Policial está chegando aqui na divisão de capturas. Mas assim, é 90% de informação de policiais do 98º DP", reforçou.

Eu fui para o Paraguai com uma equipe uma vez, perdemos ele por pouco. Chegamos até a barraquinha de sanduíche dele que ele abandonou. Perdemos ele por pouco também em um barbeiro. Mas hoje, vou fazer questão de divulgar a prisão dele, que foi um trabalho muito grande da polícia. Delegado Osvaldo Nico Gonçalves

Isabela Tibcherani, filha de Paulo Cupertino, conversou com o "Brasil Urgente" (Band) após receber a notícia. "Aparentemente é real e faz literalmente cinco minutos que eu descobri, então eu estou ainda assimilando tudo", começou.

"Acabei de ser informada sobre a prisão dele e ainda estou assimilando. Não é a primeira vez que eu recebo essa informação, tanto que a minha primeira reação ao receber a ligação foi: 'Você tem certeza do que você está falando? Você confirma isso? Não posso ter a minha vida balançada agora", completou.

O suspeito afirmou ser inocente e disse ter fugido por medo ao ser questionado por jornalistas na entrada da delegacia. As imagens foram exibidas pelo "Cidade Alerta".

Paulo Cupertino já teve quatro passagens pela polícia, de acordo com informação da 6ª Delegacia Seccional de Polícia Regional de Santo Amaro divulgadas na época do crime. São elas: roubo a banco (1993), furto, lesão corporal e ameaça (2005) e ocorrência de fuga.

Em nota oficial, a SSP-SP (Secretaria de Segurança Pública de São Paulo) informou que Paulo Cupertino estava na lista de pessoas mais procuradas pela Polícia Civil. As autoridades continuarão investigando o caso para identificar quem ajudou o suspeito a se manter foragido.

Relembre o caso

O ator Rafael Miguel, que interpretou o personagem Paçoca na novela "Chiquititas", do SBT, e seus pais, João Alcisio Miguel e Miriam Selma Miguel, foram assassinados em junho de 2019, em São Paulo.

Os três foram baleados após terem ido até a casa da namorada do ator de 22 anos, Isabela Tibcherani. O crime aconteceu na Estrada do Alvarenga, no bairro Pedreira, na zona sul da Capital.

O pai da namorada de Rafael, Paulo Cupertino Matias, teria sido o autor dos disparos. Ele era contra o namoro da filha.

No mesmo mês, a Justiça decretou a prisão temporária de Cupertino, que fugiu depois do crime. Um ano depois, o mandado de prisão temporária dele foi convertido em preventiva.

Paulo Cupertino Matias está na lista de mais procurados do Brasil - Reprodução/SSP-SP - Reprodução/SSP-SP
Paulo Cupertino Matias estava na lista de mais procurados do Brasil
Imagem: Reprodução/SSP-SP

Paradeiro de Cupertino

No fim de outubro de 2020, alguns veículos de imprensa chegaram a informar que Cupertino havia sido preso em uma blitz de trânsito na cidade de Centenário do Sul, no interior do Paraná.

A notícia, no entanto, foi desmentida pela polícia de São Paulo, que alegou que a PM do Paraná se equivocou na comunicação.

Dias antes, foi descoberto que Cupertino fez um documento falso no Paraná, utilizando uma certidão de nascimento, a princípio verdadeira, em nome de outra pessoa.

De acordo com informações do "Domingo Espetacular", da TV Record, ele teria se escondido no fim de 2020 em uma fazenda em Eldorado (MS), mas fugiu do local poucas horas antes da chegada de agentes da Polícia Civil de São Paulo.

Uma equipe policial também esteve em diligências na cidade de Liberación, no Paraguai, entre os dias 30 de novembro e 4 de dezembro do ano passado, após receber informação de que o acusado estava em uma fazenda na região.