PUBLICIDADE
Topo

Cena de sexo em 'Pantanal' foi a primeira de Drico Alves: 'Fiquei nervoso'

Filipe Pavão

De Splash, no Rio

30/03/2022 04h00

A estreia de Pantanal na última segunda-feira repercutiu bastante e fez o nome de Drico Alves, intérprete de José Leôncio na adolescência, ficar entre os assuntos mais comentados. Em uma das cenas, ele foi a um bordel e perdeu a virgindade com Generosa (Giovana Cordeiro — 25 anos), de quem se apaixonou. Em entrevista ao Splash, o ator de 19 anos conta que ficou nervoso ao realizar sua primeira cena de sexo para a TV.

Confesso que fiquei nervoso demais. Não sabia como ia me portar, mas impressionante como foi tranquilo. A Giovana foi uma parceira incrível e me deixou tranquilo. A gente criou uma amizade maravilhosa e fez a cena da melhor maneira

Apesar do nervosismo provocado pela exposição, Drico ficou satisfeito com o resultado. Somente os atores, os profissionais que operam as câmeras e o diretor Papinha, que saiu da TV Globo recentemente, estavam presentes no set de filmagem a fim de criar um ambiente mais acolhedor.

"Eu estava de cueca, não usei tapa-sexo, mas a exposição, tanto na cena como para o pessoal da equipe, o beijo, o toque... Tudo me fazia não saber como me portar. Nervosismo normal da primeira vez para qualquer ator. Mas tudo foi bem tranquilo. A equipe me respeitou bastante e fui muito bem acolhido ao gravar essa cena complicada, mas incrível de fazer", lembra.

A sequência deixou os fãs surpresos porque o ator ficou conhecido por interpretar o Yuri, da novela "A Força do Querer" (2017), personagem que fazia cosplay de Goku, do "Dragon Ball". Antes disso, ele já havia feito outras novelas, ainda criança, como "Joia Rara" (2013) e "Império" (2014).

"No Twitter, lembraram do Goku quando eu era um ator menino. Acredito que ainda estou com minha carinha de neném, como muita gente diz, mas vou fazer 20 anos e começo a me tornar um ator mais velho. A gente está aí para evoluir, para ser visto da maneira como está no momento. Feliz de estar fazendo essa transição e poder atuar em cenas diferentes", completa.

Nas redes sociais, Drico compartilha o dia a dia com mais de 1,5 milhão de seguidores e posta fotos sem camisa, mas diz que é diferente "aparecer na novela das 21h e postar uma foto no Insta". "Eu sou tranquilo em relação a isso. Posto foto sem camisa, gosto de mostrar, sim, apesar de não ter o corpo tão lindo, sou magrinho... Estou melhorando", disse, aos risos.

Ansiedade para estreia

A primeira versão de "Pantanal", da TV Manchete, foi ao ar 12 anos antes de Drico nascer, mas a trama, que era a favorita da sua avó, já estava em seu imaginário. Ao saber que estaria na nova versão, passou a estudá-la antes de gravar as cenas de José Leôncio na adolescência em agosto do ano passado

"Foi o trabalho que eu estava mais ansioso para ver o resultado, até pelas cenas que são lindas e fortes. Foi uma espera de um tempinho e uma ansiedade absurda. Foi incrível ver o resultado pronto. Superou as minhas expectativas", explica.

Ele ainda celebra a parceria com o Irandhir Santos, seu pai na ficção. "Foi um dos atores que mais consegui aprender, é de uma humildade incrível, um cara de coração puro, ele me ajudou bastante. Além de ser um ator sensacional. Tem uma concentração que nunca vi antes. Cara, só de observá-lo trabalhando, já deu para eu aprender muito. Não teria um pai melhor para essa novela", conta.

Drico, que se prepara para o lançamento do filme "Eu Sou Maria", da Globo Filmes, ainda em 2022, revela o desejo de interpretar um vilão. Após atingir maioridade, espera aumentar o leque de oportunidades.

"Quero experimentar de tudo, mas sempre tive muita vontade de interpretar um vilão, daqueles bem malvados. Mas, na verdade, o papel que vier, eu gostarei. O que mais gosto da carreira é poder experimentar diferentes vidas, gostos e prazeres"