PUBLICIDADE
Topo

'Ajuda!": ligação à polícia após Baldwin atirar em diretora é divulgada

Alec Baldwin - Reprodução
Alec Baldwin Imagem: Reprodução

De Splash

22/10/2021 20h04

O áudio da ligação para a polícia feita do set do filme "Rust", após Alec Baldwin atirar acidentalmente na diretora de fotografia Halyna Hutchins, foi divulgada hoje pela Fox News. Na ligação, a pessoa culpa alguém pelo incidente.

"[Estamos em] Bonanza Creek Ranch e temos duas pessoas acidentalmente baleadas em um filme", diz a voz. "Precisamos de ajuda imediatamente!".

A mulher que ligou, que se identificou com supervisora de roteiro, disse ainda não saber se a arma estava carregada com uma bala real. Na sequência, ela aparece frustrada pelo incidente e indica que um membro da equipe é culpado.

"Eles simplesmente f*****, A.D [iniciais de algum integrante da produção] gritou comigo no almoço, falando sobre revisões", disse.

"Esses filhos da p*** ... Você o viu vir até minha mesa e gritar comigo? Ele deveria verificar as armas. Ele é o responsável pelo que aconteceu."

Na ligação, é possível ouvir ainda que o tiroteio acidental ocorreu durante um ensaio no set do estado do Novo México.

Jornalista e da base militar soviética: Conheça a diretora Halyna Hutchins

Entenda o caso

A diretora de fotografia Halyna Hutchins, de 42 anos, morreu, e o diretor Joel Souza, 48, ficou ferido após um acidente ocorrido ontem no set do filme "Rust", faroeste estrelado por Alec Baldwin, que estava sendo gravado no estado do Novo México, nos Estados Unidos. A polícia confirmou à Fox News que o protagonista foi o responsável pelo disparo de uma arma cenográfica.

Os detetives buscam descobrir como e qual tipo de projétil foi disparado, disse o xerife responsável pela investigação à Fox News.

Segundo o sindicato Aliança Internacional de Funcionários de Palco Teatral (IATSE, na sigla em inglês), a arma disparada por Alec Baldwin continha bala de verdade.

O sindicato afirma, ainda, que nenhum de seus membros era responsável pela supervisão dos equipamentos cenográficos no set. Segundo o email, essa função era da equipe do estado do Novo México.

O jornal local "Santa Fe New Mexican" informou que Alec Baldwin foi visto "perturbado e em lágrimas" enquanto falava ao telefone do lado de fora da delegacia após o seu depoimento.

Joel Souza, segunda vítima do incidente, foi atingido no ombro e recebeu atendimento de emergência no hospital Christus St. Vincent. Ele já teve alta, segundo a atriz Frances Fischer.

Hoje, o ator de 63 anos falou pela primeira vez após a tragédia.

Não há palavras para expressar meu choque e tristeza em relação ao trágico acidente que tirou a vida de Halyna Hutchins, esposa, mãe e nossa colega profundamente admirada. Estou cooperando totalmente com a investigação policial para resolver como essa tragédia ocorreu e estou em contato com o marido dela, oferecendo meu apoio a ele e sua família. Meu coração está partido por seu marido, seu filho e por todos que conheciam e amavam Halyna. escreveu Alec Baldwin no Twitter

O artista havia compartilhado nas redes sociais uma imagem em que aparece ensanguentado e brincado sobre o retorno ao set de filmagem. "Voltamos pessoalmente e caramba, é exaustivo", escreveu na legenda. A foto foi apagada após o acidente.

A arma cenográfica é semelhante a uma arma de fogo normal, mas não tem a mesma nocividade intencional. No teatro, por exemplo, as armas de "adereço", como podem ser chamadas, são quase sempre réplicas não operáveis ou têm dispositivos de segurança para garantir que não sejam perigosas.

Ninguém foi detido pelo caso e até o momento não foram apresentadas acusações, segundo a polícia, que está interrogando as testemunhas, de acordo com a agência de notícias AFP. As gravações do filme foram suspensas por tempo indeterminado.

Polícia e seguranças bloqueiam entrada do local onde Baldwin matou diretora