PUBLICIDADE
Topo

'The Masked Singer': Como Globo tentou esconder Priscilla Alcântara

Priscilla Alcântara venceu Nicolas Prattes na final do "Masked Singer Brasil" - Reprodução/TV Globo
Priscilla Alcântara venceu Nicolas Prattes na final do "Masked Singer Brasil" Imagem: Reprodução/TV Globo

Felipe Pinheiro

De Splash, em São Paulo

20/10/2021 15h31

A primeira temporada de "The Masked Singer Brasil" chegou ao fim com a vitória de Priscilla Alcântara e como um sucesso absoluto de audiência. A curiosidade para saber quem estava debaixo das máscaras alavancou o engajamento nas redes sociais, aumentando o desafio da Globo de guardar o mistério até o programa de ontem.

Desde o primeiro episódio, a competição derivada do formato original sul-coreano criou suspense em torno das identidades dos participantes, mas um figurino em especial chamou ainda mais atenção: o unicórnio. Quem seria a dona da voz que conquistou os jurados e o público de casa na primeira apresentação?

A emissora bem que tentou manter o segredo, montando quase que uma operação de guerra contra spoilers que pudessem acabar com a graça do programa. E o principal vazamento a evitar era a consagração de Priscilla Alcântara como campeã.

A Globo não conseguiu segurar o sigilo de todas as identidades dos participantes, que foram reveladas por sites especializados em cobertura de TV ou descobertas pelo público que palpitava nas redes sociais. Por isso, o anúncio de ontem chocou um total de "zero pessoas".

O que não quer dizer que a emissora não tenha tentado (e muito!) preservar os mascarados que hoje são mais famosos do que alguns participantes de "A Fazenda". Quem não ouviu falar da Arara, do Monstro e da Gata Espelhada nas últimas semanas? Uma das estratégias foi obrigar o elenco a usar um moletom preto e uma máscara face shield.

Os participantes de "Masked Singer" circulavam assim pelos bastidores da Globo nos dias de gravação. A roupa estampava uma determinação para afastar os curiosos: Não Fale Comigo. Outro cuidado foi com as mãos. Os mascarados usavam luvas para que nem mesmo a cor da pele fosse descoberta.

Um detalhe não menos importante: o programa era gravado e, na hora do anúncio de quem estava por debaixo da máscara, a plateia era retirada do estúdio. Da mesma forma aconteceu na grande final, que tiveram as revelações de mais finalistas além de Priscilla, Nicolas Prattes (Monstro), Jéssica Ellen (Gata Espelhada) e Arara (Cris Vianna).

Monstrinho, quem é você?

Até a apresentadora, Ivete Sangalo, contou em entrevista que preferiu não saber quem eram os participantes. O segredo é a alma do formato, mas como outros reality shows já ensinaram (né, MasterChef?) se o programa é bom, o público compra a ideia: não importam os spoilers.

O "Masked Singer Brasil" foi renovado para uma segunda temporada, que será exibido nas tardes de domingo a partir de janeiro de 2022.