PUBLICIDADE
Topo

Fafá de Belém ameaçou se jogar de carro em movimento para fugir de assédio

Fafá de Belém compartilhou vídeo - Reprodução/Instagram @fafadbelem
Fafá de Belém compartilhou vídeo Imagem: Reprodução/Instagram @fafadbelem

Colaboração para Splash, em São Paulo

17/05/2021 21h13

Fafá de Belém relembrou situações em que precisou lidar com os assédios durante a carreira. Em entrevista ao podcast "Debates Inúteis", a cantora diz que já ameaçou se jogar de um carro em movimento.

Um dia, peguei carona com um cara após uma festa da Rádio Globo. Vi que ele estava no caminho errado e alertei que morava para o outro lado. Ele colocou a mão na minha perna e perguntou se eu tinha certeza que não queria ir com ele.

A artista destacou que precisou se impor e aprender a dizer não desde cedo. Ela conta que, aos 18 anos, um diretor de gravadora ordenou que ela emagrecesse 10 quilos.

"Eu vim para cá ser cantora, não para ser atriz de teatro de rebolado", disse ela ao citar a resposta dada na época.

Durante a entrevista, a artista também comentou sobre o carinho dos fãs com a sua risada. Ela afirma que já passou por situações inusitadas por conta do riso.

"Já tomei uma guarda-chuvada na cabeça de uma velhinha quando fui assistir 'O Mistério de Irma Vap'. Ela me bateu e gritou 'cala a boca, eu não tô ouvindo nada", lembrou a cantora.

Ela destaca que médicos já pediram que a artista risse em uma ligação, argumentando que estavam em plantão com uma equipe da linha de frente do combate à covid-19. Fafá afirma que continuou em contato com os profissionais por chamada de vídeo.

A entrevista completa de Fafá de Belém ao podcast "Debates Inúteis" vai ao amanhã nas plataformas de áudio.

Em abril, Fafá de Belém afirmou sentir uma "invisibilidade" após completar 60 anos. "É como se envelhecer no Brasil fosse pecado", disse em entrevista ao "Domingo Espetacular", da Record TV.