PUBLICIDADE
Topo

'Soul', da Pixar, ganha o Oscar de melhor animação

Cena de Soul, nova animação da Pixar - Divulgação
Cena de Soul, nova animação da Pixar Imagem: Divulgação

De Splash, em São Paulo

25/04/2021 22h28Atualizada em 26/04/2021 02h51

"Soul", da Pixar, levou o Oscar de melhor animação. O filme, que ficou marcado por trazer o primeiro protagonista negro na história do estúdio, superou "Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica", "A Caminho da Lua", "Shaun, o Carneiro: O Filme - A Fazenda Contra-Ataca" e "Wolfwalkers".

A animação, que foi bastante comparada com "Divertida Mente" (vencedor do Oscar em 2016), tem uma história profunda, delicada e sensível sobre o sentido da vida. No Brasil, ele estreou em dezembro direto no streaming por causa da pandemia e está disponível no Disney+.

soul - Todd Wawrychuk/A.M.P.A.S. via Getty Images - Todd Wawrychuk/A.M.P.A.S. via Getty Images
O diretor Pete Docter e a produtora Dana Murray recebem o Oscar de melhor animação por 'Soul', da Pixar
Imagem: Todd Wawrychuk/A.M.P.A.S. via Getty Images

O protagonista, Joe Gardner (dublado por Jamie Foxx no áudio original), é um professor de música que sonha em deixar sua marca no jazz e consegue uma oportunidade de ouro, mas perde a chance de sua vida —literalmente— ao sofrer um acidente.

Joe perde o corpo e vira uma alma, mas consegue escapar do "além". O problema é que ele vai parar no plano espiritual em que as novas almas são formadas para virem à Terra.

Apesar da aclamação com o Oscar, "Soul" ganhou também várias críticas por retratar seu personagem principal —primeiro negro protagonista— na maior parte do filme com uma imagem semi fantasmagórica, com tons em azul e outras cores.