PUBLICIDADE
Topo

Filho de Mr. Catra participa de single sobre racismo e violência policial

O rapper mirim João Bailly, filho de Mr. Catra
O rapper mirim João Bailly, filho de Mr. Catra
Divulgação

Do UOL, em São Paulo

18/09/2020 19h36

Unindo rap, guitarras e beats, o single "Mamãe me explicou", de Vedoví, Lucas Rangel e o rapper mirim João Bailly, filho de Mr. Catra, contextualiza a atuação policial nas favelas cariocas.

Continua depois da publicidade

A música ironiza uma visão racista que tentar justificar operações policiais que resultam em mortes.

Esse tal garotinho parece não ter culpa não, mas deve ser envolvidinho, a polícia tem sempre razão; No mínimo um primo do filho de alguém, que é irmão de um cara da prisão. Essa tal proximidade faz ele perder a razão. Se ele fosse só bondade, por que que tem cor de ladrão?

A ideia do projeto surgiu após uma combinação de estudos do cenário rap e hip hop e de uma reflexão sobre as manchetes sobre violência que estampam os jornais.