PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

"Não quero terminar como diretores que saíram direto para o cemitério"

O diretor Pedro Vasconcelos em vídeo publicado no Instagram - Reprodução/Instagram
O diretor Pedro Vasconcelos em vídeo publicado no Instagram Imagem: Reprodução/Instagram
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

25/02/2021 20h00

O Troféu Sinceridade do mês vai para Pedro Vasconcelos, diretor de novelas da Globo, que anunciou a sua saída da emissora com uma declaração bombástica:

"Se vissem a cara do meu filho de 12 anos quando falei que não iria mais fazer novelas, todos entenderiam. É de cortar o coração. Eu sou muito comprometido com o trabalho. Fico um ano preso lá dentro fazendo novela. É da minha natureza passar 18, 20 horas trabalhando. Achei melhor parar. Não quero terminar como (os diretores) Jorge Fernando, Roberto Talma, Paulo Ubiratan e Walter Avancini, que saíram direto para o cemitério. Quando você percebe, a vida passou, e os estragos na saúde estão feitos. O trabalho na TV é desgastante. Não me sentia mais em condições de saúde. Acho que estou na idade corretinha de reformular tudo e ter uma vida mais simples e tranquila".

O diretor tem 47 anos. Entre os seus últimos trabalhos estão a direção das novelas "Império" (2014), "Além do Tempo" (2015), "A Força do Querer" (2017), atualmente sendo reprisada, e "Espelho da Vida" (2018). A notícia de sua saída foi publicada pela colunista Patrícia Kogut.

Vasconcelos se referiu a quatro diretores que morreram relativamente jovens e ainda trabalhando.

Ubiratan (1947-1998) tinha 51 anos quando sofreu um infarto fulminante no meio da novela "Por Amor". Foi substituído por Ricardo Waddington, que era da equipe.

Avancini (1935-2001) tinha 66 anos ao morrer em consequência de um câncer de próstata no meio da novela "A Padroeira". Foi substituído por Roberto Talma.

Já Talma (1949-2015) morreu aos 65 anos. Ele tinha 53 quando sofreu um infarto. Continuou trabalhando. Teve vários problemas de saúde.

Por fim, Jorge Fernando (1955-2019) morreu aos 64 anos. Em 2016, ele sofreu um AVC, mas voltou a trabalhar algum tempo depois. Morreu três meses depois do fim da novela "Verão 90" ao sofrer uma parada cardíaca em decorrência de um aneurisma da aorta.