PUBLICIDADE
Topo

Após anos instáveis, Manágua, na Nicarágua, tem cenário cultural efervescente

Sarah Wildman

New York Times Syndicate

26/01/2013 07h50

Fundada pouco antes de os espanhóis deixarem o país no início do século 19, Manágua, a Capital da Nicarágua, é uma cidade sem centro e, por bizarro que pareça, sem endereços. Ao invés dos convencionais nomes de rua, existem referências, a maior parte delas ligada ao Lago Manágua, que, exceto por isso, é pouco lembrado pelo povo da cidade. O terremoto de 1972 destruiu os gloriosas bulevares de Manágua e, atualmente, os estilos de construção variam drasticamente, dos diminutos prédios residenciais que foram construídos logo após o terremoto, a edifícios antigos e majestosos em estilo neoclássico, passando por construções mais modernas.

  • Kike Calvo/The New York Times

    A neoclássica Vieja Catedral de Manágua foi abalada pelos terremotos do século 20, depois transformou-se em uma belíssima e frágil casca, com paredes que continuam em pé

Mas, apesar de uma primeira impressão caótica, é possível encontrar ruas tranquilas e uma ampla gama de hotéis e restaurantes que servem substanciosos pratos locais. Os anos de tumultos políticos marcados pela revolução de 1979 e pela violenta guerra civil dos anos 1980 finalmente deram lugar à estabilidade. Ainda assim, os turistas que vêm visitar a região costeira ou as exóticas cidades coloniais ainda fogem da capital. Isso é uma pena. Existe um movimentado cenário cultural na cidade, que é fundamental para compreender a moderna Nicarágua.

Sexta-feira

15h - Para cima e para baixo
Existe uma grande quantidade de táxis e ônibus à disposição e ambos apresentam alguns problemas logísticos. Talvez seja uma boa ideia contratar um carro com motorista por cerca de US$ 50 ao dia. (Os endereços a seguir estão em espanhol; não acrescentamos o endereço dos locais que possuem website, pois o leitor pode informar-se diretamente na internet. Visite vianica.com para uma descrição detalhada do sistema de ruas e endereços do país.) É possível ir de carro ao Parque Histórico Nacional Loma de Tiscapa, localizado no alto de um morro, próximo ao Crown Plaza Hotel. Durante mais de 40 anos, os ditadores da família Somoza observaram de lá a cidade, a partir de um palácio em estilo mourisco. O palácio já não existe mais (o terremoto o deixou em ruínas e a revolução acabou o serviço), mas a belíssima vista continua lá.

Uma gigantesca estátua do guerrilheiro Augusto Sandino, herói dos modernos sandinistas, foi erguida ao lado de um parquinho. No subsolo, um porão de concreto que já foi utilizado como prisão, abriga agora uma exposição de fotografias que contam a história de Sandino, que lutou contra a ocupação da Nicarágua pelo exército americano e foi assassinado pelos homens de Anastasio Somoza em 1934. Para os mais aventureiros, pode-se fazer um tour de tirolesa, partindo do parque e atravessando as nuvens (US$ 15). (Nota: os preços em Manágua variam entre córdobas, a moeda local, e dólares. Frequentemente, ambos são aceitos.)

16h - Novas e velhas catedrais
Aventure-se na velha Manágua e conheça a neoclássica Vieja Catedral de Manágua. Abalada pelos terremotos do século 20, a catedral transformou-se em uma belíssima e frágil casca, com paredes que continuam em pé, mas sem nenhuma cobertura. Em seguida, visite a bizarra Nueva Catedral, a cerca de 10 minutos de carro do local. Construída pelo arquiteto mexicano Ricardo Lagorreta em 1993, ela se parece com um lugar onde Mad Max rezaria ou, conforme dizem as pessoas da cidade, com 63 peitos gigantes.

20h - Comida caseira
Durante décadas, os homens de negócios da Nicarágua jantaram no restaurante Los Ranchos (Bo Altagracia, Montoya, 3 cuadra al oeste; 505-266-0526), com bife grelhado, carne de porco e guapote ("bonitão"), um peixe branco frito pescado no Lago Nicarágua. O melhor de tudo é o petisco chamado cazuela de frijoles, um guisado espesso de feijão frito, acompanhado de bananas fatiadas e queijo fresco frito; 75 córdobas, ou US$ 3,10. Outros pratos tradicionais da Nicarágua – como o ensopado de carne Indio Viejo ("índio velho"), o vigoron (um tipo de salada de picles de repolho com mandioca cozida e torresmo de porco) e gallo pinto caseiro (arroz frito com feijão) – podem ser encontrados no restaurante La Cocina de Dona Haydee (505-270-6100, lacocina.com.ni).

23h - A balada não para
O Bar Cultural El Caramanchel, (Bolonia, Del Hospital Militar, 3 cuadra al norte, 1/2 cuadra al oeste; 505-8931-4199), já foi um bar de heavy metal, mas agora é um ponto de encontro para hippies e hipsters de Manágua, na casa dos 20 e 30 e poucos anos. A música varia de salsa a eletrônica e new house.

  • Kike Calvo/The New York Times

    Comida típica da Nicarágua no La Cocina de Doña Haydée

Sábado

10h - Comendo como um nicaraguense
Quesillos são um tesouro nacional: um queijo fresco parecido com iogurte, fervido e salgado, servido com cebolas fermentadas no vinagre e enrolado em um tortilha, coberto de creme e servido em uma sacolinha plástica. Os managuenses juram que os melhores são feitos no Quesillos el-Pipe (Quilômetro 12 1/2 Carretera a Masaya; 505-8823-3556), um restaurante de beira de estrada com uma cozinha limpíssima e ingredientes feitos no local.

11h30 - Caminhando na lava
É impossível andar pelo país, sem topar com um vulcão. Nos arredores de Manágua fica o Parque Nacional Volcan Masaya, com 55 quilômetros quadrados. (Entrada para estrangeiros: 100 córdobas.) 30 quilômetros de trilhas cobertas de flores levam a campos de lava petrificada e a uma enorme cratera encravada no cume de um cone vulcânico cospe enxofre (capacetes são obrigatórios). Ao lado da rodovia podem-se ver as paredes brancas da bela Fortaleza Coyotepe, localizada na encosta de um vulcão adormecido. Transformada em um parque com uma vista estonteante, ela já abrigou prisioneiros políticos. É possível visitar as terríveis e obscuras celas (US$ 2).

13h - Dia de compras
Nos arredores de Manágua, o vilarejo de Masaya é repleto de mercados famosos por redes feitas com tecidos de cores vivas, esculturas, cerâmicas e outros artesanatos. Comece pelo Mercado Nacional de Artesanias, cercado por paredes do século 19; às terças-feiras ocorrem apresentações de dança. Em seguida, vá para o Mercado Municipal de Ernesto Fernandez, próximo ao terminal de ônibus e onde a população local faz suas compras. O espaço é mais agitado e cheio, com uma fila de homens que consertam sapatos e dezenas de quitandeiros.

15h - Respirando
É possível nadar na Laguna de Apoyo, um lago localizado em uma cratera vulcânica. Bem acima fica o Mirador Catarina, um local conhecido por seu ar fresco e limpo, perfeito para lojas de plantas. Os restaurantes rústicos servem empanadas e outros lanches, como queijo frito, feijão e tostones (banana frita), além de pratos mais saudáveis. Uma série de locais de observação foi construída na encosta e fica voltada para o verde intenso da montanha, com uma excelente vista para o lago. Cantores passeiam pelo local e ficam felizes em cantar por um dólar.

17h - Estilo francês
A Aliança Francesa (505-2267-2811; alianzafrancesa.org.ni) é famosa pelos concertos, palestras e exposições que organiza. O restaurante Le Bistro oferece vinhos franceses (80 córdobas por uma taça, 300 por uma garrafa da Borgonha) e comida francesa leve. Mas se você está com vontade de tomar coquetéis, o bar mais famoso de Granada, o El Tercer Ojo, abriu uma filial no centro de Manágua 505-2277-4487; eltercerojo.com.ni), abençoado por uma enorme escultura de Buda. As cervejas custam US$ 1,50. A AnM, uma loja localizada dentro do bar, oferece bolsas de couro feitas na região (a partir de US$ 145).

20h - Falando espanhol
Sente-se sob o teto de palha do Taska Kiko (Funeria Monte de los Olives, 1 cuadra al este, Casa No. 6; 505-2270-1569), onde os donos espanhóis servem polvo e um excelente pargo grelhado com alho, azeite de oliva e pedaços de pimenta (cerca de 35 para duas pessoas).

22h - Doca seca
O Zona Viva, do lado de fora do shopping Galerias Santo Domingo tem uma aparência um pouco soviética, mas está sempre lotado. No local pode-se encontrar uma taqueria (Tacontento), uma churrascaria (El Churrasco), um restaurante japonês (Sushi Itto) e, acima de tudo, o Reef (505-2276-9289), um popular bar de surfistas com DJs, música ao vivo e um deck do lado de fora.

  • Kike Calvo/The New York Times

    Parque Nacional Volcan Masaya possui 55 quilômetros quadrados, com 30 quilômetros de trilhas cobertas de flores

Domingo

10h - Com a gema mole
A pequena cantina de Claudia Chamorro, a brilhante Zacate Limón (El Tiangue, Modulo 2 del Club Terraza, 300 metros Arriba; 505-2255-0504), é famosa por seus "huevos nortenos", ovos com gema mole, servidos sobre uma cama de feijões fritos e tortilha crocante e cobertos com salsa ranchera, creme e queijo parmesão (US$ 6,25).

Meio-dia - Em busca da revolução
O Museu da Vitória Sandinista (Frente al Estadio Nacional) está situada em um local estranho, no meio de uma rotatória agitada. Não tem importância: ele exibe uma pequena, mas sugestiva coleção que documenta os principais meses que se seguiram ao 19 de julho de 1979, incluindo uma estátua caída de Somoza. Em seguida, vá ao Teatro Nacional Ruben Dario (www.tnrubendario.gob.ni), cujo nome é uma homenagem ao poeta mais famoso do país. O teatro dos anos 1960 realiza apresentações da música clássica e dança tradicional. Caso não haja nada em cartaz, vale a pena passear pelas salas cobertas de exposições rotativas de arte moderna nicaraguense.

13h - Compre uma lembrança
Vá aonde todos vão: ao Mercado Roberto Huembes, localizado ao redor do terminal de ônibus central e repleto de artesanatos, que vão de bolsas feitas de couro de cobra e jacaré (encontre o stand de Maritza Blanco Cortez, no Modulo E-221; 505-2255-2010), a piñatas, frutas e vegetais.

Se você for

É difícil encontrar um hotel mais luxuoso que o Intercontinental (Frente a Centro Comercial, 505-2276-8989, ichotelsgroup.com), com sua enorme piscina e o bar em estilo japonês adorado por alguns dos moradores mais ricos da cidade (a partir de US$ 155). 

Mas você também pode tentar uma pousada mais intimista: La Posada del Angel (505-268-7228; www.hotelposadadelangel.com.ni/habitaciones.html), onde os quartos duplos custam a partir de US$ 80.

O novo hotel empresarial Hex oferece Wi-Fi grátis e quartos pequenos mas bem projetados (505-2277-7925, hotelhex.com). A partir de US$ 55 pela internet.