PUBLICIDADE
Topo

"Baby doll do enxoval da minha mãe faz eu me sentir sexy sem ser vulgar"

Luisa "resgatou" o baby doll da mãe e utiliza em looks, dos mais clássicos aos do dia a dia - Arquivo pessoal
Luisa "resgatou" o baby doll da mãe e utiliza em looks, dos mais clássicos aos do dia a dia Imagem: Arquivo pessoal

03/05/2021 04h00

Luisa Letti

Luisa Letti

PROFISSÃO

Designer de Moda

MINHA ROUPA COM HISTÓRIA É

baby doll do enxoval da minha mãe

Na época em que minha mãe se casou, era comum as famílias fazerem um enxoval para a noiva com peças de lingerie, "homewear", itens de cama, mesa e banho, entre outros. Pouco antes do casamento, ela estava passando férias em Florianópolis com os pais dela (meus avós), até que eles decidiram ir até a Palhoça, um município vizinho, a uma loja chamada "Beth Bordados". Acho que era famosa, porque ela se lembra do nome até hoje.

A ideia era comprar "uma ou duas camisolas, no máximo". Mas, chegando lá, a dúvida foi tanta que acabaram levando algumas. De fato são lindas: tecido bem molinho combinado com renda chantilly da mesma cor. Tem modelagem solta, com alcinhas finas de rolotê e babado na barra. Realmente delicada e de toque gostoso.

Luisa combina a peça em looks despojados, como jeans e tênis - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Luisa também combina a peça em looks despojados, como jeans e tênis
Imagem: Arquivo pessoal

Elas passaram anos guardadas no guarda-roupa da minha mãe em um saquinho de tule fechado com fita. Lá em casa somos três mulheres e as roupas eram todas compartilhadas, mas essas peças eram do grupo de relíquias que ninguém ousava mexer. Até que um dia, eu já com meus 20 e poucos anos, minha mãe ofereceu as peças para gente pegar e usar as que quisesse, e eu escolhi duas. Uma delas é esse baby doll.

O que eu mais gosto nela é essa carinha de lingerie, super feminina, romântica. Um pouco sensual e muito charmosa. Adoro que a cor seja um pérola clarinho, é chique. Amo peças assim e costumo garimpar em brechós coisas parecidas para usar como roupa mesmo. Fico super confortável com esse tanto de pele ou nudez, desde que a peça seja solta e eu não me sinta exposta demais.

luisa baby doll roupa com história - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
O baby doll que Luisa herdou do enxoval da mãe
Imagem: Arquivo pessoal

Sempre que quero um look charmoso, meio sexy sem ser vulgar, aposto nela com calça jeans ou preta, para contrapor a pele à mostra, ou jaqueta. Usei ela muitas vezes, a maioria delas à noite, para sair para dançar, ir a algum bar ou algum date. Tenho certeza da minha mãe ter usado em alguns "dates" com meu pai também (risos), o que não me incomoda em sentido de tabus.

Apesar de ela ter sido minha companheira em vários momentos bons, o que realmente me conecta afetivamente a ela é ter sido da minha mãe, e que simbolize uma ocasião tão especial e romântica. Não fosse ela, talvez eu nem estivesse aqui para contar essa história!

Como usar

Lingerie ou blusa?

O baby doll ganha ares de blusa fina se usado com peças mais pesadas. Para quem ainda não se sente totalmente confortável com tanta pele à mostra, um truque é usar com uma blusa ou jaqueta ou umacamiseta básica por baixo.

Slip Dress

Eternizado pela modelo britânica Kate Moss nos anos 1990, o vestido camisola é o tipo de peça que nunca sai de moda. Vai do boteco descontraído quando combinado a uma jaqueta jeans, a festas glamourosas quando usado com salto fino