PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Willian precisou de estágio na Rússia para deixar o Shakhtar e ir ao Chelsea

Do UOL, em São Paulo

26/02/2021 12h00

Willian atuou no Shakhtar Donetsk por seis temporadas, com 221 partidas e 37 gols marcados, sendo dois deles em uma partida contra o Chelsea, pela Liga dos Campeões, em Stamford Bridge, local que seria sua casa posteriormente e seria fundamental para que ele pudesse se tornar o brasileiro com mais jogos na Premier League. A atuação chamou a atenção do clube inglês e despertou o próprio interesse do jogador em deixar o clube ucraniano para jogar em um centro maior, mas ele viveu uma saga até chegar a Londres.

Em entrevista a Mauro Cezar Pereira no programa Dividida, no UOL Esporte, o jogador conta a dificuldade que teve para convencer os ucranianos a liberá-lo e a necessidade de um estágio na Rússia antes de finalmente se tornar um jogador comandado por José Mourinho no Chelsea.

"Foi realmente muito difícil para sair da Ucrânia. Eu me lembro que eu fiquei ali praticamente dois anos tentando sair, com propostas do próprio Chelsea, de outros clubes também, e realmente foi um tempo ali difícil, tentando sair do clube e o clube não deixava, não negociava?, conta Willian.

"Naquela época eles queriam que pagasse um valor da multa e não era como é hoje o futebol, não agora aqui por causa dessa pandemia, mas um tempo atrás, que os clubes chegam e pagam aquilo que realmente os clubes pedem, aquela época era mais difícil, então, foram anos ali, dois anos tentando sair, e aí quando chega o Anzhi, o clube que se dispôs a pagar a multa rescisória, eu já queria sair do Shakhtar, 5 anos e meio lá, e aí eu pensei, ?não vou ficar aqui, eu quero sair?, já não aguentava mais ficar lá", completa.

A estratégia acabou dando certo, com o Anzhi Makhachkala o contratando e liberando pouco tempo depois, com apenas 17 partidas e um gol marcado com a camisa do clube russo.

"Eu queria novos ares, novos desafios, eu queria até mesmo jogar uma liga com mais visibilidade, na própria Inglaterra, Espanha, enfim, qualquer outra, e aí o Anzhi foi o único clube que se dispôs e eu pensei ?vou sair da Ucrânia e ir para a Rússia?', aí fiquei pensando, pensando e falei 'quer saber? Eu vou'. E aí fui, aceitei o desafio, fui e fiquei lá 6 meses", conta Willian.

"Fiquei lá 6 meses e o dono do time teve alguns problemas de saúde, enfim, não quis mais investir, quis vender os jogadores que ele comprou e foi quando eu tive essa oportunidade de sair para um grande clube, que foi o Chelsea", conclui.

O Dividida vai ao ar às quintas-feiras, às 14h, sempre com transmissão em vídeo pela home do UOL e no canal do UOL Esporte no Youtube. Você também pode ouvir o Dividida no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e Amazon Music.

Futebol