PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Em estreia na F-E, Massa é punido por usar mais energia que o permitido

Brasileiro da Venturi largou em 12º, chegou a estar até em 8º e acabou em 14º - Divulgação/ABB Formula E
Brasileiro da Venturi largou em 12º, chegou a estar até em 8º e acabou em 14º Imagem: Divulgação/ABB Formula E

Do UOL, em São Paulo

15/12/2018 16h20

Após 15 temporadas na Fórmula 1, o brasileiro Felipe Massa estreou neste sábado pela Fórmula E, que abriu sua quinta temporada com o eP de Ad Diriyah, na Arábia Saudita. O piloto da Venturi largou na 12ª posição e rapidamente chegou ao oitavo lugar. Quando brigava por novas colocações ele recebeu a informação que precisava ficar retido nos boxes para cumprir uma punição que a transmissão oficial não informou a procedência. À tarde, após a conquista do modesto 14º lugar, a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) divulgou a razão do gancho: infração na regeneração energética do carro.

De acordo com o relato, foi uma infração técnica, porque Massa em duas oportunidades usou energia de forma considerada inapropriada na cláusula 5.1 do guia de implementação da bateria da Fórmula E.

Massa foi o segundo mais votado pelo público no sistema de Fanboost, em que cinco pilotos escolhidos nas redes sociais ganham potência extra na corrida. O brasileiro ativou o sistema antes do permitido, que é a partir de 22 minutos de corrida. Assim, perdeu cinco segundos como punição. Além de acionar antes da hora, os registros são de que ele acionou a energia do Fanboost mais do que deveria, usando energia a que não tinha direito. As duas punições o fizeram perder 25 segundos nos boxes.

Em entrevista publicada pelo UOL Esporte na última quarta-feira, Massa reconheceu que teria dificuldades com as dinâmicas da nova categoria com carros elétricos. "Nada do que eu aprendi na Fórmula 1 vai me ajudar na Fórmula E". Neste sábado, após a primeira corrida, ele lamentou o resultado: "Estou decepcionado com o resultado, mas feliz com o meu trabalho hoje na corrida, com o ritmo, a estratégia, o modo de ataque e as ultrapassagens. Tudo estava funcionando bem, mas infelizmente não terminamos onde deveríamos", disse, ao Motorsport.

A próxima chance de Felipe Massa na Fórmula E será no dia 12 de janeiro, no Marrocos.

Esporte