PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Milan é multado e não jogará na Europa se não equilibrar contas até 2021

Uefa reterá 12 milhões de euros (quase R$ 53 milhões em valores atuais) da renda do Milan na Liga Europa - reprodução/Milan
Uefa reterá 12 milhões de euros (quase R$ 53 milhões em valores atuais) da renda do Milan na Liga Europa Imagem: reprodução/Milan

Brian Homewood

Da Reuters, em Zurique

14/12/2018 13h00

O Milan tem até junho de 2021 para cumprir a regra de Fair Play Financeiro da Uefa e equilibrar as contas para não ser proibido de jogar competições europeias por uma temporada, informou a entidade reguladora do futebol europeu nesta sexta-feira (14).

Pelo regulamento da Uefa, qualquer time que gastar mais do que a renda que obtém pode enfrentar sanções que incluem, em certas circunstâncias, a proibição de atuar em competições da Uefa.

A entidade disse que o Milan será impedido de participar "da próxima competição de clubes da Uefa, para a qual de outra forma se classificaria nas duas temporadas 2022/23 e 2023/24", se não estiver com as contas em dia até 30 de junho de 2021.

Leia também:

A Uefa ainda disse que de qualquer maneira o elenco do Milan ficará restrito a 21 jogadores em competições europeias nas duas próximas temporadas, supondo que se classifique, e que reterá 12 milhões de euros (quase R$ 53 milhões em valores atuais) de sua renda para a Liga Europa desta temporada.

Inicialmente a Uefa baniu os heptacampeões europeus do futebol continental nesta temporada por não cumprirem as regras, mas o time venceu uma apelação no Tribunal Arbitral do Esporte.

Como resultado, conseguiu disputar a Liga Europa, evento de segundo escalão do qual foi eliminado na fase de grupos.

O Milan já foi considerado um dos maiores times da Europa, mas entrou em uma fase ruim na última década, assim como o próprio Campeonato Italiano, no qual não vence desde 2011.

Esporte