PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Marina Rodriguez diz que está à espera de chance de cinturão no UFC

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

25/05/2022 18h36

Marina Rodriguez

Marina Rodriguez conseguiu contra Yan Xiaonan sua quarta vitória seguida no UFC e encostar nas primeiras colocações do ranking da categoria dos palhas da organização. Por conta disto, acredita que possa estar na fila para buscar o title shot da divisão,

A brasileira foi entrevistada pelo Combate e afirmou que deseja ser a próxima a luta pelo título dos palhas, hoje com Carla Esparza. Para Marina, todas as outras lutadoras da divisão que estão nas primeiras posições da listagem já tiveram chances de brigar pelo título e que é necessário ‘sangue novo’ para tais disputas.

– Eu sou a atleta do peso-palha com mais vitórias na categoria, então é justo que eu seja a próxima desafiante. Isso tendo em vista que todas as outras que estão perto do cinturão tiveram suas oportunidades. Acredito que a categoria tem que dar um giro, se movimentar e dar oportunidades para outras atleta fazerem seu nome. O público gosta de ver sangue novo lutando pelo cinturão. Quem tiver essa oportunidade de lutar pelo cinturão pela primeira vez vai poder mostrar os fãs do MMA o quão essa oportunidade é boa e tenho certeza de que vai entrar uma luta dinâmica e agressiva – afirmou a lutadora.

LEIA TAMBÉM

+ Rockhold critica Borrachinha e acusa brasileiro de buscar adiar luta

+ Glover Teixeira volta atrás em plano sobre aposentadoria: "Não quero falar e me arrepender depois"

– Esse é o meu caso. Acredito que, eu tendo essa oportunidade, não irei fazer uma luta morna, que é a única chance de ser campeã do mundo e tem que dar a vida lá dentro. Mas como sou funcionária do UFC, obviamente que seguirei os planos que eles definirem. Se acharem que eu tenho que fazer mais uma luta antes do cinturão, eu faço. Não tem problema algum – completou a brasileira.

Na análise de Marina Rodriguez, a chance de se tornar desafiante número 1 da categoria poderia ter sido ainda maior se a luta contra Xiaonan tivesse terminado em vitória mais contundente e não numa decisão dividida. O que faz com que agora ela tenha que depender do que o Ultimate desejar para saber o seu futuro na categoria

– Se eu tivesse nocauteado ela, se tivesse finalizado ela antes de três rounds, eu seria 100% a próxima desafiante. Como a luta terminou em decisão dividida, isso fez o UFC ficar um pouco pensativo nessa questão de quem pode ser a próxima desafiante. Eu pedi para ser a próxima porque eu vim de quatro grandes vitórias contra quatro adversárias muito bem ranqueadas e que são grandes nomes dentro da categoria. A Carla (Esparza) vencendo teria um motivo a mais para ser a próxima desafiante, porque ela já me venceu. E esse seria um motivo a mais para eu ser a próxima, dar um ‘plus’ naquela que seria a revanche entre ela e eu. Ela ter vencido a Rose (Namajunas) foi perfeito. Mas agora a gente tem que esperar porque não sabemos quais são os planos do UFC.

Futebol