PUBLICIDADE
Topo

Futebol

O barato saiu caro? Relembre a passagem de Daniel Alves pelo São Paulo

Esporte News Mundo (redacao@esportenewsmundo.com.br)

17/09/2021 07h33

Na última quinta-feira (16), o São Paulo acertou a rescisão de contrato com o jogador Daniel Alves. Foram pouco mais de dois anos vestindo a camisa do Tricolor e um título conquistado. Relembre a passagem do lateral!

A relação entre São Paulo e Daniel Alves chegou ao fim. O jogador, que chegou com status de ídolo em 2019, se despede do clube com a cobrança de uma dívida milionária quase dois anos depois. Agora, Dani Alves fica livre no mercado para assinar com qualquer outra equipe, inclusive do Brasil, já que não ultrapassou o limite de partidas do Campeonato Brasileiro.

CHEGADA COMO ÍDOLO

Apresentação de Daniel Alves no São Paulo, em agosto de 2019
Apresentação de Daniel Alves no São Paulo, em agosto de 2019. Foto: Miguel Schincariol/sãopaulofc.net

No dia 01/08 de 2019, o Tricolor anunciava oficialmente a contratação de Dani Alves por três temporadas. O lateral tinha acabado de ser campeão da Copa América com a Seleção Brasileira e chegou de graça após o término de seu contrato com o Paris Saint German.

Declaradamente torcedor do São Paulo, Dani Alves pisava no Morumbi com status de ídolo, realizando o sonho de atuar pelo clube do coração:

"O São Paulo não contratou apenas um jogador, contratou um torcedor assim como vocês. Não sei como agradecer esse momento, mas eu prometo retribuir com a mesma entrega com que vocês estão me recepcionando hoje”, disse o jogador em sua apresentação, que contou com quase 45 mil pessoas no Morumbi.

INÍCIO DOS SONHOS

Dani Alves estreou marcando o único gol do São Paulo na vitória sobre o Ceará em 2019
Dani Alves estreou marcando o único gol do São Paulo na vitória sobre o Ceará em 2019. Foto: Rubens Chiri/sãopaulofc.net

Em ótima forma física, o jogador que na época tinha 36 anos estreou como titular, logo na sequência de sua apresentação.

Com a camisa 10 do Tricolor, foi diante do Ceará, no dia 18/08/2019 que Dani Alves debutou, pela 15ª rodada do Brasileirão daquele ano. O ‘Good Crazy’ não poderia ter estreia melhor, marcando o gol da vitória do São Paulo na partida, aumentando ainda mais a expectativa de todos os torcedores.

REALIDADE CRUEL

Na sequência, Dani se deparou com a dura realidade do Tricolor, que há anos lutava contra problemas internos que se refletiam dentro do campo. Com pouco mais de um mês na equipe, a primeira polêmica envolvendo o camisa 10: a saída de Cuca e a demissão de Vagner Mancini.

Após a saída de Cuca, Vagner Mancini, à época coordenador de futebol são-paulino, era o encarregado de assumir o time, no entanto relatou em suposto áudio que Dani Alves pediu a contratação de Fernando Diniz.

Sabendo do ocorrido entre Dani Alves e diretoria, Mancini pediu demissão do cargo e Diniz foi finalmente trazido na sequência.

MONTANHA RUSSA SÃO-PAULINA

Na virada da temporada, o São Paulo tinha começado bem o ano de 2020, com bons resultados no Paulistão e Libertadores. No entanto, pós parada da pandemia, a equipe foi eliminada das duas competições, aumentando ainda mais a pressão interna em Dani Alves, um dos líderes do elenco.

Ainda em 2020, o Tricolor se recuperou, mas acabou perdendo o Brasileirão na reta final, mesmo após abrir larga vantagem na tabela. Os maus resultados e a perda da taça custaram a cabeça de Fernando Diniz e, mais uma vez, o camisa 10 recebeu uma enxurrada de críticas.

DANI ALVES, FERNANDO DINIZ E HERNÁN CRESPO

Daniel Alves e Fernando Diniz estiveram juntos entre 2019 e 2021. Foto: Rubens Chiri/sãopaulofc.net

Com Fernando Diniz, Daniel Alves tinha o status de ‘quase insubstituível’ no elenco do São Paulo. Atuando a maioria das vezes no meio-campo, foram 60 jogos com o treinador, todos como titular, além de oito gols marcados e nove assistências.

Com a demissão de Diniz, a diretoria acertou a contratação de Hernán Crespo para a temporada seguinte e Dani Alves voltou a atuar na posição que fez sucesso na carreira, como lateral.

Logo de cara, a volta ao lado do campo rendeu bons frutos ao camisa 10. O sistema 3-5-2 favorecia Dani, que atuava com liberdade para atacar. Sob comando do argentino foram 19 partidas, 17 como titular, com um gol marcado quatro assistências.

DÍVIDA MILIONÁRIA

Daniel Alves deixa o São Paulo quase um ano antes do término de seu contrato
Daniel Alves deixa o São Paulo quase um ano antes do término de seu contrato. Foto: Rubens Chiri

Com o passar do tempo, o São Paulo foi criando uma dívida milionária com Dani Alves, que se tornou insustentável durante o último mês. O camisa ganhava um salário de R$ 1,5 milhões mensais, pagos em parcelas de R$ 500 mil, juntamente com direitos econômicos e de imagem, estes pagos semestralmente.

O plano da diretoria era que parceiros ajudassem o clube nos custos com o atleta, porém isso não ocorreu e por consequência, os vencimentos atrasaram e acumularam.

Em seu retorno ao Tricolor após a conquista da medalha de ouro em Tóquio, Dani Alves chegou a declarar que o clube ‘falhou’ com ele, aumentando ainda mais as polêmicas.

RESCISÃO

Nesse contexto, clube e jogador decidiram rescindir o contrato. A diretoria são-paulina teria feito um acordo para o pagamento da dívida com o atleta, avaliada em aproximadamente R$ 16 milhões. O lateral, por outro lado, abriu mão de receber os valores que teria direito até o final de seu contrato.

O BARATO SAIU CARO?

Daniel Alves e a conquista do Paulistão pelo São Paulo
Daniel Alves, atleta com mais títulos na história do futebol, levantou a taça do Paulistão 2021 pelo São Paulo. Foto: Rubens Chiri

Ao final de sua passagem, Dani Alves acumula 95 partidas, 10 gols marcados e 15 assistências com a camisa do Tricolor. Neste período, conseguiu conquistar o objetivo de tirar a equipe da fila de títulos que já durava nove anos, levantando a taça do Paulistão 2021.

Mesmo trazido de graça, o São Paulo teria um gasto aproximado de R$ 30 milhões com os serviços do jogador nos últimos dois anos, de acordo com levantamento do Esporte News Mundo, utilizando o salário base do atleta.

+ Daniel Alves fala sobre dificuldade financeira do clube e afirma: "No Brasil só jogo no São Paulo"

+ Crespo lamenta contexto da saída de Daniel Alves: "Não foi em um momento ideal"

Futebol