PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Daniel Alves admite sabor especial em enfrentar a Espanha em final olímpica

05/08/2021 21h34

Tóquio, 5 ago (EFE).- O lateral-direito Daniel Alves, capitão da seleção brasileira masculina de futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio, admitiu viver um momento especial da carreira em disputar o ouro do torneio contra a Espanha, um adversário que é familiar a ele.

"Enfrentar uma seleção que conheço muito bem dá uma certa vantagem. Conheço a forma de jogar, os jogadores, a identidade da Espanha de propor o jogo. É um prazer chegar á final com a Espanha. Vocês sabem o amor que tenho por esse país, por tudo o que me deu. Uma parte de mim é espanhola", disse, em entrevista coletiva.

Daniel aproveitou para falar como a seleção brasileira encara a partida, que acontecerá neste sábado, no Estádio Internacional de Yokohama, em que o segundo ouro olímpico consecutivo no futebol masculino pode ser garantindo para o Brasil.

"Vamos jogar nossas cartas e tentar propor o jogo. Tomara que seja um grande dia. Todos merecemos estar neste dia, mas temos que buscar merecer mais do que eles", disse o lateral-direito, um dos três jogadores com mais de 24 anos do elenco convocado pelo técnico André Jardine.

"São duas seleções que propõem, que tratam bem a bola, e será um jogo bonito de se ver. Será preciso estarmos concentrados no jogo para conseguir o objetivo máximo na competição", completou o jogador brasileiro.

O meia Bruno Guimarães também participou da entrevista coletiva e elogiou a seleção espanhola, que se garantiu na disputa pelo ouro - medalha que já conquistou em 1992, em Barcelona -, com vitória sobre o Japão por 1 a 0, na prorrogação, em duelo pelas semifinais.

"A Espanha trouxe jogadores mais experimentados, mais completos, que passaram pela Eurocopa. É uma grande seleção. Começaremos estudando, para tentar neutralizar os pontos fracos deles", disse o jogador do Lyon.

Esporte