PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Prefeito de Budapeste opina que partida da Supercopa não deveria ter público

23/09/2020 14h01

Budapeste, 23 set (EFE).- O prefeito de Budapeste, Gergely Karácsony, afirmou que, se dependesse dele, não haveria público na partida entre Sevilla e Bayern de Munique, que decidirão o título da Supercopa Europeia nesta quinta-feira, na Puskas Arena, na capital húngara.

"Se eu tivesse recursos legais, a partida certamente seria realizada com portões fechados", disse o prefeito em declarações publicadas nesta quarta-feira pelo jornal "Népszava", ao qual falou sobre os riscos de infecção de Covid-19.

A Supercopa, considerada um teste pela Uefa, será o primeiro jogo de nível europeu com torcedores nas arquibancadas desde o início da pandemia. A partida poderá receber um público de até 20 mil espectadores, um terço da capacidade máxima do estádio.

Karácsony, um dos líderes do partido da oposição de esquerda Diálogo pela Hungria, acrescentou que, como ele não tem competência neste assunto, "a responsabilidade recairá sobre aqueles que têm", em alusão ao governo do primeiro-ministro Viktor Orbán, de extrema direita.

O prefeito destacou que ordenou que o transporte público funcione "na capacidade máxima", especialmente a linha 2 do metrô de Budapeste, que tem uma estação ao lado do estádio.

A partida entre os vencedores da Liga Europa e da Liga dos Campeões será realizada sob rigorosas medidas de segurança, e a Uefa avaliará depois do confronto a possibilidade de permitir a entrada de espectadores em outros eventos internacionais.

O Bayern utilizará pouco mais de mil ingressos, enquanto o Sevilla utilizará menos de 500, apesar de ambas as equipes terem recebido 3.000 entradas cada para os respectivos torcedores.

Os torcedores estrangeiros só poderão entrar na Hungria com um teste negativo de coronavírus feito em menos de 72 horas e, ao entrar no estádio, terão a temperatura corporal medida. Aqueles que registrarem mais de 37,8 graus poderão ser barrados.

O uso de máscaras será obrigatório no estádio, exceto quando os torcedores ocuparem seus assentos, mantendo a distância mínima de um metro e meio para os demais.

Esporte