PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Milan perde e dá adeus à Liga Europa; Paulinho marca em goleada do Leverkusen

13/12/2018 20h35

Redação Central, 13 dez (EFE).- O Milan afundou um pouco mais em sua crise de resultados nesta quinta-feira ao perder para o Olympiacos por 3 a 1 no Pireus, e foi eliminado ainda na fase de grupos da Liga Europa, enquanto o meia-atacante Paulinho marcou um gol na vitória que garantiu ao Bayer Leverkusen a liderança de sua chave.

Sem conquistar um título desde o Campeonato Italiano 2010-2011 e fora da Liga dos Campeões desde 2013-2014, o time 'rossonero' deu mais um motivo para sua torcida se envergonhar. Os jogadores comandados pelo técnico Gennaro Gattuso poderiam até ter perdido por um de diferença no estádio Georgios Karaiskakis que ainda assim passariam à fase de 16 avos de final, mas não conseguiram administrar a vantagem e estão fora.

O time anfitrião colocou fogo no jogo aos 15 minutos do segundo tempo ao abrir o placar. Fetfatzidis tentou, Vukovic também, e os dois tiveram as finalizações bloqueadas, mas a bola sobrou limpa para Cissé, que aproveitou o gol aberto e fez 1 a 0.

Aos 25, o volante Guilherme, ex-volante de Portuguesa e Corinthians, arriscou de fora da área, a bola desviou em Zapata e entrou. O gol, o segundo do Olympiacos, foi considerado contra do zagueiro colombiano.

Zapata ainda se redimiu dois minutos depois ao descontar para o Milan, que com isso ia se classificando, mas aos 36 minutos o experiente Abate, capitão do heptacampeão da Champions, colocou tudo a perder ao cometer pênalti. Fortounis converteu e definiu a eliminação do Milan, que somou os mesmos dez pontos do Olympiacos no grupo , mas levou a pior no saldo de gols.

O líder da chave foi o Betis, que se manteve invicto e foi a 12 pontos ao empatar com o Dudelange em 0 a 0 em Luxemburgo. A igualdade representou o único ponto conquistado pelos donos da casa.

O Leverkusen, que já tinha presença confirmada entre os 32 melhores, obteve a liderança do grupo A ao golear o AEK Larnaca por 5 a 1 no Chipe, com um gol de Paulinho.

O time do ex-jogador do Vasco terminou a campanha com 13 pontos, três a mais que o segundo colocado, o Zurique, que empatou com o Ludogorets em 1 a 1 na Bulgária. O gol da equipe suíça foi feito contra pelo zagueiro Rafael Forster, ex-Internacional.

Campeão europeu em 1967 e vice da Liga Europa em 2003, quando o torneio ainda era chamado de Copa da Uefa, o Celtic se classificou mesmo perdendo para o Red Bull Salzburg por 2 a 1 em Glasgow. O campeão austríaco fechou a campanha com 100% de aproveitamento, feito repetido apenas pelo Eintracht Frankfurt no grupo H

O time escocês ficou com nove pontos e passou de fase porque o terceiro colocado do grupo B, o RB Leipzig, não passou de um empate com o eliminado Rosenborg em 1 a 1 em plena Red Bull Arena e ficou com sete. O gol do representante alemão, que de nada adiantou, foi marcado pelo brasileiro Matheus Cunha.

O Bordeaux, com o zagueiro Pablo e o volante Otávio entre os titulares, até fez sua parte e bateu o Copenhague por 1 a 0 na Dinamarca, indo a sete pontos. Entretanto, a equipe francesa ficou pelo caminho porque o Slavia Praga chegou a dez ao ganhar do Zenit São Petersburgo, classificado antecipadamente, por 2 a 0 na República Tcheca.

Duas chaves entre aquelas cujas partidas foram iniciadas às 18h (de Brasília) já estavam completamente definidas. No grupo E, o Arsenal, que já havia assegurado a liderança, venceu o Qarabag por 1 a 0 no Emirates Stadium, manteve a invencibilidade e foi a 16 pontos. Lacazette foi o artilheiro único da noite em Londres.

O Sporting, garantido como segundo colocado antes mesmo de a bola rolar, também venceu e foi a 13 pontos. No estádio José Alvalade, Montero, Miguel Luís e Dallku, contra, marcaram para os 'Leões' e selaram o triunfo sobre o Vorskla Poltava, da Ucrânia, por 3 a 0.

Outro invicto na fase de grupos é o Dínamo de Zagreb, que fechou a campanha no grupo D com 14 pontos ao empatar com o Anderlecht em 0 a 0 na capital da Croácia. A segunda posição, também definida previamente, foi do Fenerbahçe, do volante Jailson, ex-Grêmio, que perdeu para o Spartak Trnava por 1 a 0 na Eslováquia e ficou com oito pontos, um a mais que o adversário.

Esporte