PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Atacante francês ofusca CR7, mas Juve avança em 1º mesmo com derrota na Suíça

12/12/2018 20h10

Berna (Suíça), 12 dez (EFE).- A Juventus foi surpreendida com uma derrota para o Young Boys por 2 a 1 nesta quarta-feira, no Stade de Suisse, graças em grande parte à boa atuação do atacante Hoarau, mas ainda assim ficou em primeiro grupo H da Liga dos Campeões, pois o Manchester United perdeu para o Valencia pelo mesmo placar na Espanha.

Os holofotes em Berna estavam voltados para Cristiano Ronaldo, mas quem brilhou foi Hoarau, que balançou a rede duas vezes e ainda esteve perto de marcar um terceiro de bicicleta. Dybala descontou para a Juve, que, apesar do revés, ficou dois pontos a mais que o United (12 a dez).

O Valencia, que já não tinha chances de classificação, mas também não poderia ser ultrapassado, terminou a campanha com oito pontos e irá à Liga Europa, enquanto o Young Boys ficou em último, com quatro, e se despede assim da temporada de competições continentais.

A 'Velha Senhora' e os 'Diabos Vermelhos' esperam agora o sorteio que será realizado na próxima segunda-feira para conhecerem seus adversários no mata-mata.

Classificada por antecipação, a Juve poupou alguns jogadores, como o zagueiro Chiellini, mas teve Cristiano Ronaldo em campo. O português formou dupla de ataque com Mandzukic, enquanto Douglas Costa e Bernadeschi atuaram abertos nas pontas. O lateral Alex Sandro começou no banco, mas entrou ainda no primeiro tempo porque Cuadrado se machucou.

O jogo começou morno, mas Cristiano Ronaldo esquentou as coisas com duas boas jogadas, aos 12 e aos 14 minutos da etapa inicial. No entanto, a primeira tentativa foi bloqueada por Camara e a segunda saiu em tiro de meta, com a bola perto da trave esquerda.

Na sequência, aos 26 minutos, a Juve teve uma chance mais clara com Douglas Costa. Mandzukic teve espaço pela direita e cruzou, o brasileiro emendou de primeira e errou por centímetros.

O duelo parecia dominado pela 'Velha Senhora', mas um infortúnio de Alex Sandro permitiu que o Young Boys fizesse 1 a 0. O lateral se enrolou com a bola na área e ainda derrubou Ngamaleu, cometendo um pênalti. Hoarau cobrou aos 29 minutos, Szczesny até acertou o canto, mas não impediu que a bola entrasse.

Os erros também aconteciam no ataque 'bianconero', como aos 39. Douglas Costa tabelou com Cristiano Ronaldo e teve tudo para deixar o camisa 7 na cara do gol, mas exagerou na força na devolução e concedeu tiro de meta. Dois minutos depois, quando o passe foi bem feito, o craque português recebeu de Bernadeschi, arriscou de fora da área e por pouco não empatou.

Logo com um minuto do segundo tempo, Hoarau esteve perto de deixar de ser o herói para se tornar o vilão do campeão suíço. Pjanic bateu falta, o centroavante tentou cortar e acertou a trave, escapando do que teria sido um gol contra.

A equipe anfitriã recuou e passou a marcar ainda mais forte para defender a vantagem parcial. Sem espaço para criar, a Juve apelou para alguns chutes de fora da área, mas não deu certo. Aos 14, Pjanic encheu o pé e errou por muito.

Em uma jogada mais bem trabalhada, aos 21 minutos, Bernadeschi colocou na cabeça de Mandzukic, que concluiu buscando o canto, mas Wölfli fez grande intervenção.

A noite em Berna era mesmo de Hoarau, que um minuto depois aumentou a diferença. Ngamaleu passou para o centroavante francês, que deu um bonito corte em Bonucci e finalizou com categoria para o fundo da rede.

Ele estava impossível: aos 25, Hoarau não dominou como gostaria, mas improvisou depois que a bola subiu ao emendar uma bicicleta. Por pouco, o camisa 99 não marcou um gol de placa no Stade de Suisse.

Allegri então colocou a 'Velha Senhora' para cima com a entrada de Dybala em lugar de De Sciglio, e a ideia não demorou a surtir efeito. Aos 34, Douglas Costa progrediu e deu para Cristiano Ronaldo, que preparou para Dybala encher o pé e descontar.

A Juve esteve perto do empate, mas o Young Boys contou com a sorte para se salvar. Bernadeschi cruzou, Cristiano Ronaldo cabeceou firme e acertou a trave.

No Mestalla, em Valência, o nome do jogo foi o zagueiro Jones por suas falhas. Aos 16 minutos do primeiro tempo, o defensor afastou mal depois do cruzamento, Soler matou no peito e chutou firme para fazer 1 a 0 para os donos da casa.

Logo com um minuto do segundo tempo, Batshuayi foi lançado, Jones tomou a frente e deu um carrinho, mas tocou na bola quando o goleiro Romero saía do gol e acabou jogando contra o próprio patrimônio. Curiosamente, o United não marcava gol contra desde novembro de 2011, quando o próprio Jones fez a favor do Benfica.

Nos instantes finais, aos 41, Rashford aproveitou cruzamento de Young da esquerda, subiu entre os zagueiros e marcou de cabeça, mas a reação dos 'Diabos Vermelhos' parou por aí.



Ficha técnica:.

Young Boys: Wölfli; Mbabu, Camara, Benito e Garcia; Lauper, Sow (Wüthrich) e Aebischer; Ngamaleu (Schick), Fassnacht (Bertoni) e Hoarau. Técnico: Gerardo Seoane.

Juventus: Szczesny; Cuadrado (Alex Sandro), Rugani, Bonucci e De Sciglio (Dybala); Bentancur, Pjanic (Can), Douglas Costa e Bernadeschi; Cristiano Ronaldo e Mandzukic. Técnico: Massimiliano Allegri.

Árbitro: Tobias Stieler (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Mike Pickel e Jan Seidel.

Cartões amarelos: Camara, García e Wölfli (Young Boys); Bernadeschi (Juventus).

Gols: Hoarau (2x) (Young Boys); Dybala (Juventus).

Estádio: Stade de Suisse, em Berna.

Esporte