PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Médicos italianos são investigados pela morte do zagueiro italiano Astori

Gabriele Maltinti/Getty Images
Imagem: Gabriele Maltinti/Getty Images

10/12/2018 13h47

O Ministério Público de Florença enviou nesta segunda-feira (10) uma notificação de acusação a dois médicos italianos, que estão investigados por possível homicídio culposo do jogador da Fiorentina Davide Astori, morto em 4 de março por "causas naturais" que levaram a uma parada cardíaca.

Os dois médicos, que trabalham em clínicas de Florença e de Cagliari, onde Astori jogou de 2008 a 2014, estão sob investigação por serem os responsáveis por emitirem certificados de aptidão física.

Estes documentos permitiam que o zagueiro de 31 anos competisse na primeira divisão do Campeonato Italiano e em outros torneios, segundo informações da imprensa local.

Astori morreu em um quarto de um hotel em Udine, onde a Fiorentina estava concentrada para jogar contra a Udinese, pelo Italiano. A autópsia realizada dois dias depois confirmou a causa da morte.

Esporte